Diego Aguirre volta ao Brasil para enfrentar a Chapecoense - Esporte - O Sol Diário

Sul-Americana23/11/2016 | 08h20Atualizada em 23/11/2016 | 08h20

Diego Aguirre volta ao Brasil para enfrentar a Chapecoense

Técnico do San Lorenzo já comandou times brasileiros, como Internacional e Atlético-MG

Diego Aguirre volta ao Brasil para enfrentar a Chapecoense Cristiano Estrela/Agência RBS
Foto: Cristiano Estrela / Agência RBS
André Podiacki enviado especial a Chapecó (SC)
André Podiacki enviado especial a Chapecó (SC)

andre.podiacki@diariocatarinense.com.br

Diego Aguirre conhece muito o futebol brasileiro, antes de assumir o San Lorenzo ele comandou Internacional e Atlético-MG. O treinador, porém, só enfrentou a Chapecoense uma vez, no dia 2 de agosto de 2015.

Naquela oportunidade, ele comandava o Colorado e recebeu o Verdão do Oeste no Beira-Rio. A partida terminou empatada por 0 a 0.

Agora, o treinador tenta eliminar a Chape na Copa Sul-Americana. Na primeira partida um empate por 1 a 1, na Argentina. Assim, uma igualdade sem gols classifica a equipe brasileira.

O grande jogador do time argentino é Fernando Belluschi, porém suspenso ele não enfrentará o Verdão do Oeste.

O San Lorenzo fez um treino leve na Arena Condá na terça-feira. O técnico Diego Aguirre só permitiu acompanhar os 20 primeiros minutos do trabalho, depois fechou os portões e pediu a retirada dos jornalistas.

Ele faz mistério sobre quem será o substituto de Belluschi, mas Cauteruccio é o favorito para ficar com a vaga.

— Nós queremos terminar o ano com uma nova final. Mas sabemos das dificuldades que o jogo impõe. A equipe deles é muito boa dentro de casa — disse o volante Néstor Ortigoza.

Ortigoza (de chuteiras laranjas) destacou qualidade do time catarinense Foto: Cristiano Estrela / Agência RBS

Ortigoza ainda ressaltou que apesar da expectativa de a Arena Condá estar lotada hoje, isso não pode ser um problema para o time argentino.

— O San Lorenzo está acostumado com estádios lotados, principalmente na casa do adversário. Isso não pode ser um problema para a gente. O que pode complicar é o time deles, que é uma boa equipe. Mas não podemos nos afobar, só precisamos de um gol, então não precisamos sair para cima — completou o volante.


Leia mais:
Aguirre fecha treino do San Lorenzo e faz mistério sobre escalação
Lateral da Chapecoense quer ir para cima do San Lorenzo
"É Copa do Mundo", diz Caio Júnior sobre a decisão da Chapecoense
Torcedores do San Lorenzo começam a chegar em Chapecó para jogo decisivo
Direção da Chapecoense espera o maior público do ano contra o San Lorenzo 
Veja mais notícias sobre a Chapecoense
Direção da Chapecoense espera público recorde

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros