"O Avaí é minha vida", diz Marquinhos após vitória que encaminhou acesso do Avaí - Esporte - O Sol Diário

Ídolo azurra13/11/2016 | 08h31Atualizada em 13/11/2016 | 08h31

"O Avaí é minha vida", diz Marquinhos após vitória que encaminhou acesso do Avaí

Capitão diz que fica no clube até ser mandado embora

"O Avaí é minha vida", diz Marquinhos após vitória que encaminhou acesso do Avaí Cristiano Estrela/Agencia RBS
Meia Marquinhos fez dois, dos três gols da vitória sobre o Náutico Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Autor de dois, dos três gols da importante vitória do Avaí sobre o Náutico na tarde de sábado, na Ressacada, o meia Marquinhos estava muito descontraído e à vontade na entrevista coletiva após a partida, na sala de imprensa do estádio da Ressacada. Ídolo do Leão, Marquinhos comemorou os dois tentos em cima do símbolo do clube, fincado no gramado.

No segundo gol, de pênalti, o Galego beijou se ajoelhou, beijou o escudo, foi ovacionado pela torcida e abraçado pelos companheiros.

— Essa comemoração eu que comecei. O símbolo para quem é avaiano tem um significado muito importante. Aquele símbolo para mim é minha vida, o Avaí é minha vida, sempre saí daqui e sempre quis voltar. Aqui é minha vida e vou ficar por aqui senão me mandarem embora, amo muito esse clube — disse o capitão do Leão.

Contra o Náutico, a torcida foi o 12º jogador em campo. Aliás, o público diante do Timbu foi o melhor do ano, com 13.995 torcedores na Ressacada. Marquinhos agradeceu todo o apoio e garantiu estar em campo no jogo da semana que vem, contra o Londrina, às 16h30min, no Paraná.

— Para vir pra Ressacada é um evento, a fila no túnel, então está todo mundo de parabéns e tomara que a gente consiga o acesso porque essas viagens da Série B também são muito difíceis — brincou Marquinhos.

O jogo contra o time paranaense é só no sábado, mas na segunda-feira o time já se reapresente e começa os treinamentos de olho no compromisso que pode garantir o acesso antecipado ao time.

— Futebol é coletivo, abraçamos essa causa e agora faltam dois jogos para conquistar o acesso. Ninguém acreditava na gente, demos a volta por cima, está todo mundo unido para colocar o time na Série A. Segunda-feira vamos começar a trabalhar para concretizar esse acesso que é o sonho de todos – completou o capitão, que encerrou falando sobre um dos gols marcados, de falta, com perfeição.

— A maioria das vezes que fui contratado foi por isso (qualidade para cobrar faltas) também pela minha qualidade de passe e bolas paradas. Em muitos jogos pelo Grêmio, Santos, Santa Cruz, pelos times que passei eu batia, treinei muito. Eu treino bastante, é uma situação que aproveito, saiu hoje (sábado) e o mais importante é que eu consegui ajudar nossa equipe. A outra não entrou, mas vamos assim que está dando certo.

Leia mais:

Com show de Marquinhos, torcida do Avaí delira com Série A próxima

Marquinhos: pé calibrado e cada vez mais ídolo da torcida do Avaí

"Falta um tijolinho ainda", diz lateral do Avaí após vitória sobre o Náutico

Confira a tabela da Série B

Leia mais notícias sobre o Avaí

 
  •                                
  •  
     
  •  
     
  •  
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros