JEC ainda aguarda por definição de Jael - Esporte - O Sol Diário

Futebol05/12/2016 | 22h44Atualizada em 05/12/2016 | 22h44

JEC ainda aguarda por definição de Jael

Atacante é pretendido pelo Fortaleza, mas não há confirmação da saída dele para o Tricolor de Aço

JEC ainda aguarda por definição de Jael Maykon Lammerhirt/Agencia RBS
Jael foi o artilheiro do JEC neste ano com sete gols Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

O Joinville deve sofrer uma grande baixa nos próximos dias. Tratado como uma das prioridades para a próxima temporada, o atacante Jael está mais perto de deixar o clube.
No fim de semana, o jornal O Povo, de Fortaleza, anunciou que o camisa 9 do JEC está próximo de um acordo com o Fortaleza, que irá disputar a Série C no próximo ano. Jael seria uma das grandes contratações no plano dos cearenses para retornar à Série B em 2018.

Leia as últimas notícias de Joinville e região

Em conversa com a reportagem do “AN”, o gerente de futebol do Fortaleza, César Sampaio, ex-profissional do JEC, confirmou o interesse na contratação do jogador. No entanto, preferiu não dar detalhes de como está o andamento da transferência.

Em Joinville, Jael ainda é aguardado pela direção. Na semana passada, na entrevista coletiva que apresentou o novo técnico, Fabinho Santos, e o gerente de futebol, Carlos Kila, o clube confirmou o interesse na manutenção do jogador. Jael seria um dos nomes com experiência para comandar o grupo de jovens que está sendo montado.

O grande problema para a continuidade do atacante é a questão salarial. Para permanecer, o Joinville esperava que o jogador aceitasse uma redução salarial, mais próxima da realidade do clube em 2017.

Por enquanto, Jael não respondeu qual oferta irá aceitar, mas o superintendente de futebol do JEC, Carlos Kila, admite a dificuldade de segurar o jogador.

— O caso está em andamento, mas dificilmente conseguiremos segurá-lo. Ele não nos deu nenhuma resposta, mas há muitas especulações, e isso nos atrapalha —  revelou.

Sem Jael e Fernando Viana — que decidiu não ficar —, o Joinville perderá os dois jogadores que mais marcaram gols pelo Tricolor neste ano — cada um deles fez sete gols.

Lúcio Flávio e Tinga são outras dúvidas

A definição de Jael não é a única dúvida que cerca os bastidores do Joinville. O Tricolor busca o acerto com outros dois jogadores, que também são tratados como prioridades: o volante Tinga e o meia Lúcio Flávio.

Tinga tem contrato chegando ao fim nos próximos dias. A renovação do acordo é desejada pelo JEC em razão do bom desempenho do jogador nesta temporada. Ele chegou junto com Jael e, inclusive, pertence ao mesmo empresário: César Soler.

Em contato com a reportagem de “A Notícia”, César Soler despistou e não deu informações a respeito da continuidade do volante.

— Por enquanto, não há nenhuma definição. Continuamos negociando com o Joinville — informou, por telefone.

Já a situação do meia Lúcio Flávio é diferente. Na semana passada, o Tricolor confirmou ter negociações avançadas com o experiente atleta de 37 anos. Nesta temporada, ele disputou a Série C pelo ABC, conseguiu o acesso e esteve presente em 41 das 49 partidas do time potiguar.

Lúcio chegaria para ser o maestro e para dar experiência aos jovens atletas. Apesar do otimismo, Carlos Kila informou que, desde a semana passada, a negociação não chegou a evoluir para que seja confirmada.

A NOTÍCIA

O Sol Diário
Busca