"Queremos ter o treinador na sexta", diz presidente interino da Chape - Esporte - O Sol Diário

Entrevista08/12/2016 | 06h13Atualizada em 08/12/2016 | 06h13

"Queremos ter o treinador na sexta", diz presidente interino da Chape

Ivan Tozzo também contou que clube tem 50 mil solicitações para novos sócios 

"Queremos ter o treinador na sexta", diz presidente interino da Chape Marco Favero/Agencia RBS
Ivan Tozzo também disse que clube tem 50 mil solicitações para novos sócios  Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Sem dormir direito desde a madrugada de 29 de novembro, Ivan Tozzo ainda não decidiu se permanecerá à frente da Chape em 2017. Os negócios da família, dos quais está afastado desde a tragédia, são um empecilho, já que ele só teria condições de permanecer uma hora por dia no clube. Nesta entrevista, Tozzo diz que deverá ter o novo treinador e a comissão técnica montada até a sexta-feira.

Tem alguma confirmação sobre quem vai assumir como técnico?

Estamos conversando com diversos treinadores. E vamos analisar bem qual será o melhor treinador para a Chapecoense. Tudo é um estudo que estamos fazendo, mas estamos preocupados com isso. Queremos nesta semana já terminar o nosso departamento de futebol. Na sexta, queremos ter treinador, preparador físico, enfim, toda a base de futebol vamos resolver. Temos diversos nomes, e não posso falar para não atrapalhar. No departamento de futebol, temos o Nivaldo como segundo homem, que fará um trabalho mais de vestiário, e vamos procurar o primeiro nome, que será aquele que vai negociar.

Teve conversas da diretoria com o Levir Culpi hoje?

Houve. Já teve gente que ligou para ele, agradecendo a boa vontade dele. Mas eu quero ter contato com outros treinadores, porque a gente precisa achar o perfil certo de cada um, não que o Levir Culpi não seja. Ele seria um sonho para nós, tem um renome, mas, por enquanto, estamos pensando em outras estratégias. 

O senhor assumiu o cargo após a tragédia. Pretende continuar?

Vamos ver. Se a maioria achar que eu deva ser o presidente, talvez eu continue. Mas eu também tenho o meu trabalho, e desde o acidente nem tenho ido nas empresas. Preciso pensar, conversar com a minha família, e ver se estarei como presidente ou em outra função. Preciso também ouvir meus irmãos, porque nosso negócio é familiar. Mas, se eu assumir em definitivo, por dois anos, terei que me assessorar muito bem, porque só posso passar uma hora por dia aqui.

Na semana passada, muitos clubes se disponibilizaram a ceder jogadores. O que tem de concreto nisso?

Recebemos muitos recados e informações de que querem emprestar jogadores. Mas precisamos ver com a comissão técnica o perfil de atletas que precisamos. Hoje ainda recebemos um comunicado da CBF, que recebeu um ofício do senador Zezé Perrela pedindo que os clubes emprestem cada um deles um jogador para nós e ainda paguem os salários desse atleta. A CBF acatou o ofício, nos confirmou isso hoje. Agora, vamos ver o que os clubes dizem. Seriam 19 jogadores a custo zero para a gente. 

Em relação aos valores divulgados nos últimos dias, quando eles começam a pingar na conta do clube?

A CBF falou em R$ 5 milhões para o clube, parece que vai começar e entrar em janeiro. Praticamente todos esses valores vão ficar para janeiro. Os U$ 2 milhões da Sul-Americana não temos previsão, o ideal seria que eles pagassem isso amanhã. Mas tudo tem um processo, e na verdade o término do campeonato seria hoje à noite, então o prazo para recebermos esse dinheiro começará a contar a partir de amanhã.

Como estão os novos sócios?

Está bom. Bastante gente quer se associar. Temos 50 mil solicitações de associação de todo o Brasil. Nós temos mais de 9 mil sócios em Chapecó, mais 15 mil que se associaram nos últimos dias. Então, daria 75 mil sócios, fora os que solicitaram associação ao clube ontem.

Leia mais:

Homenagem às vítimas da Chape lota estádio Couto Pereira

Diretor da companhia aérea do voo da Chapecoense é preso na Bolívia

Alan Ruschel e jornalista devem chegar a SC no fim de semana

Missas homenageiam jornalistas da RBS mortos em acidente aéreo

Alan Ruschel evolui, mas Follmann pode ter amputação ampliada

Levir Culpi se oferece para treinar Chapecoense de forma voluntária

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioLotes de anticoncepcional da Bayer são suspensos https://t.co/ZlwYj8BgGFhá 58 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioTécnico da Chapecoense diz que time não pode ter desaprendido https://t.co/nGg4thKLrXhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros