Chapecoense e JEC ficam no 0 a 0 na primeira partida da temporada - Esporte - O Sol Diário

Primeira Liga26/01/2017 | 23h26Atualizada em 26/01/2017 | 23h40

Chapecoense e JEC ficam no 0 a 0 na primeira partida da temporada

Time alternativo do Verdão precisou mostrar garra para segurar o Joinville, na Arena Condá

Chapecoense e JEC ficam no 0 a 0 na primeira partida da temporada Marcio Cunha/Especial
Foto: Marcio Cunha / Especial
Luiz Barp - especial

Com um time alternativo, a Chapecoense recebeu o Joinville pela primeira partida oficial da temporada na noite desta quinta-feira, na Arena Condá. Pela Primeira Liga, o Verdão precisou se puxar para segurar o JEC, que iniciou o ano com sede de vitória depois de ser rebaixado para a série C do Brasileirão. Mesmo com o empate em 0 a 0, os dois times mostraram garra e vontade de balançar as redes.

A partida começou com o Joinville pressionando e atacando mais. Nos primeiros minutos, a Chapecoense tentava responder, mas sentia a marcação do adversário e pecava no entrosamento. A primeira jogada perigosa apareceu aos 7 minutos com o JEC, após cruzamento de Fabinho Alves. O goleiro Elias espalmou e, no rebote, Alex Ruan ainda arriscou, porém sem sucesso.

O Verdão se recuperou e começou aparecer no jogo com cruzamento do lateral-direto Zeballos, aos 18 minutos. Na jogada, o Joinville tentou cortar com um chutão de Roberto e quase fez contra. Com o empurrão da torcida, o time da casa começou a equilibrar o jogo, mas mesmo jogando com mais velocidade, ainda errava muito o passe.

As jogadas mais perigosas da primeira etapa surgiram com o Verdão. Aos 42, Zeballos abre para Luiz Antônio cruzar e, de cabeça, o capitão Tulio de Melo quase abre o placar, mas a bala bate na trave. Aos 44, Dodô cruzou para Osman que por pouco não balançou a rede do adversário.

Na etapa complementar a Chape trocou Luiz Antônio por Nadson, enquanto Joinville manteve o mesmo time. Logo nos primeiros minutos o Verdão quase tomou um gol, mas Elias salvou uma bola perigosa de Bruno Batata e caiu nas graças do torcedor verde e branco.

Com um jogo mais movimentado, a Chapecoense devolveu e por pouco não abriu o placar após lançamento de Arthur para Osman aos 11 do segundo tempo. O atacante não conseguiu finalizar, mas ainda cruzou na área para Tulio de Melo, que não conseguiu dominar.

Com mais substituições, o técnico da Chape, Vagner Mancini, colocou Lourency no lugar de Arthur e Martinuccio no lugar de Dodô, enquanto o JEC trocou Bruno Batata por Ciro, colocou Juninho para substituir Alex Ruan e, no finalzinho, Fabinho Alves saiu e deu lugar para Gustavo Xuxa.

Aos 71 minutos do tempo corrido, a torcida da Chapecoense iniciou um coro de `Vamo vamo, Chape¿ em homenagem às vítimas da tragédia de novembro. O grito da arquibancada acelerou o jogo dentro do gramado. Mas mesmo com as duas equipes querendo balançar as redes e tentando chegar na área do adversário, a partida terminou no empate em 0 a 0.

A Chapecoense volta a campo no domingo, contra o Inter de Lages, e o Joinville contra o Almirante Barroso, pela primeira rodada do Catarinense, ambos jogos marcados para as 17h.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE (0)
Elias, Zeballos, Nathan, Luiz Otávio e Diego Renan; Moisés Gaúcho e Luiz Antônio (Nadson); Osman, Dodô (Martinuccio) e Arthur (Lourency); Túlio de Melo.

Técnico: Vagner Mancini.

JOINVILLE (0)
Jhonatan; Caíque, Henrique Mattos, Max e Fernandinho; Roberto, Kadu e Lúcio Flávio; Fabinho Alves (Gustavo Xuxa), Alex Ruan (Juninho) e Bruno Batata (Ciro).

Técnico: Fabinho Santos.

Cartões amarelos: Caíque (J)

Arbitragem: Willian Machado Steffens, auxiliado por Alex dos Santos e Henrique Neu Ribeiro (trio de SC).

Local: Estádio Arena Condá, em Chapecó (SC).

Público: 7.145
Renda: R$ 92.730,00


Leia mais
Chapecoense cogita desistir da Copa Suruga, no Japão
Chapecoense empata em jogo contra o River do Equador
Com bom humor, Follmann inicia fisioterapia na Chapecoense


 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros