Raia de Jurerê terá a partir de quarta feras da vela brasileira competindo no 28º Circuito Oceânico Ilha de SC - Esporte - O Sol Diário

Visual incrível07/02/2017 | 18h13Atualizada em 07/02/2017 | 18h14

Raia de Jurerê terá a partir de quarta feras da vela brasileira competindo no 28º Circuito Oceânico Ilha de SC

Competição vai até o próximo sábado em Florianópolis

Raia de Jurerê terá a partir de quarta feras da vela brasileira competindo no 28º Circuito Oceânico Ilha de SC Heusi Action/Divulgação
Foto: Heusi Action / Divulgação

A partir dessa quarta-feira (8) a raia de Jurerê, em Florianópolis, passa a ser o centro das atenções da vela brasileira com a realização do 28º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina.

Aproximadamente 30 embarcações estão confirmadas no evento nas classes C30, ORC, RGS, HPE-25, IRC, Cruzeiro e Bico de Proa. Considerada uma das maiores competições de vela oceânica do país, o Circuito comprova sua qualidade atraindo velejadores olímpicos e campeões mundiais, como Jorge Zarif, André ¿Bochecha¿ Fonseca, Xandi Paradeda, entre outros.

Considerada a classe mais competitiva de vela oceânica, a disputa entre os veleiros C30 terá importância ainda maior, pois a competição em Florianópolis vale como abertura do Campeonato Brasileiro para a categoria. Quatro barcos estão confirmados, entre eles o atual campeão nacional, Zeus Team, de Florianópolis. A tripulação da equipe catarinense conta com o entrosamento e o conhecimento da raia a seu favor, mesclando uma equipe com jovens atletas e velejadores mais experientes.

- O C30 é uma classe muito competitiva e que a gente tem um ótimo entrosamento. Ano passado fomos campeões brasileiros em Ilhabela e vencemos a Regata Volta à Ilha. Estamos com uma equipe muito boa para correr o circuito e o nível promete ser bem alto, com caras como o Bochecha, Xandi e o Zarif na raia - explica Alex Veren, atual campeão brasileiro de Laser Standard.

Ainda pela classe C30 competem os catarinenses Katana e Corta Vento e o paulista Caballo Loco, que conta com o campeão mundial e medalhista pan-americano Alexandre Paradeda em sua tripulação.

- Eu acabei de vir de um título brasileiro de Snipe, que é um barco totalmente diferente de um C30, e voltar a raia de Jurerê para competir aqui é um prazer enorme. Nossa tripulação é de alto nível e na hora que recebi o convite para integrar a equipe do Caballo Loco não pensei duas vezes - comenta.

No entanto, não é somente na classe C30 que as disputas prometem ser emocionantes. Quarto colocado nos Jogos Olímpicos Rio-2016 e campeão mundial, Jorge Zarif chega ao Circuito Oceânico com moral elevado após o título na Copa do Mundo de Vela de Miami, na classe Finn. O carioca faz parte da tripulação do Ângela Star VI, campeão da edição de 2015 na classe ORC em Florianópolis.

Para essa edição, muitos são os concorrentes ao título. Um deles é o Pajero, de São Paulo, que conta com o reforço do velejador André Fonseca, o ¿Bochecha¿. Competindo em casa, o catarinense, que já participou de três Olimpíadas e três edições de Volvo Ocean Race, prevê uma grande competição. ¿Nosso circuito é tradicional e sempre conta com um ótimo nível de competição. Nossa tripulação participou de um evento no Uruguai há algumas semanas e de lá o barco já subiu para Florianópolis¿, comenta Bochecha.

Representando Santa Catarina, o Itajaí Sailing Team também chega como um dos fortes concorrentes na disputa pelo título. A equipe é comandada por Marcelo Gusmão, representante do Brasil nos Jogos Olímpicos de Atlanta-1996 na classe Soling e que hoje está à frente do projeto com a equipe de Itajaí.

- Nossas expectativas são muito boas. Fizemos diversas melhoras no barco e vamos iniciar o ano em uma nova classe. Nossa tripulação está muito bem preparada e durante todo mês de janeiro trabalhamos bastante para deixar o barco nas melhores condições. Estamos prontos para competir de igual para igual com todos os barcos da flotilha -  explica Gusmão.

A programação do 28º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina tem início nessa quarta-feira e a previsão da Comissão de Regatas é que para que o primeiro dia de disputas ocorra a Regata de Percurso. ¿Ainda não temos definido, pois precisamos avaliar as condições na manhã de quarta, mas as possibilidades de começarmos o evento com uma regata média ou longa são grandes¿, explica Ricardo Navarro, Presidente da CR.

Embarcações confirmadas no 28º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina:

C30:

Corta Vento – Florianópolis - SC

Zeus Team – Florianópolis - SC

Katana – Florianópolis - SC

Caballo Loco – Ubatuba - SP

HPE-25:

Arretado – Florianópolis - SC

Força 12 – Florianópolis - SC

Tereza – Porto Alegra – RS

IRC:

Argonauta 4 – Florianópolis - SC

Inae/Transbrasa – Guarujá - SP

ORC:

Bijupirá – Marinha do Brasil

Marlim – Marinha do Brasil

Dourado – Marinha do Brasil

Zeus – Florianópolis - SC

Pajero – São Paulo – SP

Angela Star VI – Rio de Janeiro – RJ

Itajaí Sailing Team – Itajaí – SC

Catuana Kim – Florianópolis - SC

RGS:

Ursa Maior – Porto Alegre – RS

Euphoria – Florianópolis - SC

Açores III – Florianópolis - SC

Corall – Bagé – RS

Zuriel – Curitiba – PR

Zéphyrus – Florianópolis - SC

Cherne – Marinha do Brasil

Açores II – Florianópolis - SC

Cruzeiro:

Xamego – Florianópolis - SC

Carino – Florianópolis - SC

Quival – Florianópolis - SC

Bico de Proa:

Apeiron Trois – Florianópolis - SC

28º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina:

Considerada uma das principais competições de vela oceânica do país, o 28º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina será realizado em Jurerê, entre os dias 8 e 11 de fevereiro, com presença das classes C30, ORC, IRC, RGS, HPE-25, Cruzeiro e Bico de Proa. Aproximadamente 30 barcos estão confirmados no evento e as disputas prometem ser de alto nível.

A programação de quatro dias de competições em Jurerê inclui a realização de seis regatas para todas as classes, exceto RGS-Cruzeiro e Bico de Proa (4). Neste ano, a competição em Florianópolis marca a abertura do Campeonato Brasileiro de C30. A segunda e decisiva etapa será na Semana de Vela de Ilhabela, em julho.

Saiba mais:
Veja como foi a competição no ano passado

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMural feito com apoio da lei de incentivo à cultural é apagado em Balneário Camboriú https://t.co/Wiyb4TnBjVhá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioGoverno federal e Porto de Itajaí discordam sobre área de ampliação https://t.co/Pe11HvtXcZhá 3 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros