Sub-20 do JEC luta muito e consegue segurar o Cruzeiro na Arena Joinville - Esporte - O Sol Diário
 
 

Futebol21/03/2017 | 21h07

Sub-20 do JEC luta muito e consegue segurar o Cruzeiro na Arena Joinville

Tricolor criou pouco, mas se defendeu bem na última rodada da Primeira Liga

Sub-20 do JEC luta muito e consegue segurar o Cruzeiro na Arena Joinville Maykon Lammerhirt/Agência RBS
JEC suou a camisa mas não conseguiu marcar Foto: Maykon Lammerhirt / Agência RBS

Os jogadores do time sub-20 do Joinville tiveram uma preparação de luxo na noite desta terça-feira, na Arena. No fim de semana, os jovens do Tricolor estreiam na Copa Santa Catarina da categoria. Mas, antes disso, eles enfrentaram o Cruzeiro, em jogo válido pela terceira rodada da Primeira Liga. E mesmo diante de adversários experientes, eles não decepcionaram. No fim, placar de 0 a 0, ótimo para um time que lutou para não perder.

Confirma como foram os lances da partida entre Joinville e Cruzeiro
Veja a tabela completa e a classificação da Primeira Liga

A decisão de utilizar o time sub-20 nesta partida veio do departamento de futebol profissional. Em razão do grande desgaste da equipe principal nos jogos do Campeonato Catarinense e da Copa do Brasil, o setor concluiu que era melhor poupar o grupo, especialmente porque na quinta-feira, às 18 horas, haverá outro jogo do Estadual, contra o Criciúma, na Arena.

Leia as últimas notícias sobre o Joinville Esporte Clube no AN.com.br

Desta maneira, ganharam chance o goleiro Ferreira; o lateral-direito Lucas Sum; o meia Eduardon Person; o atacante Janderson e outros jovens atletas. Entre os titulares, os mais experientes eram o zagueiro Igor e o meia Gustavo Xuxa, que já atuaram no Estadual.

No outro lado, estavam o zagueiro Dedé; os laterais Mayke e Fabrício, e os volantes Hudson e Lucas Silva, jogadores bem rodados no cenário nacional.

Naturalmente, as principais chances de gol foram do Cruzeiro. Aos 16 minutos, Raniel recebeu de Rafinha na ponta esquerda e chutou rente à trave. Raniel, por sinal, perdeu a chance mais incrível do jogo. Ele ganhou na corrida de Coltro, driblou Ferreira, mas chutou na trave aos 45 minutos do primeiro tempo.

Antes disso, Lucas Silva e Elber pararam em boas defesas do goleiro Ferreira, que garantiu o placar de 0 a 0 na etapa inicial.

O Joinville, a exemplo da partida contra o Atlético-MG, até criava, mas pecava na definição das jogadas. Faltava o último passe ou uma melhor conclusão para levar perigo aos mineiros. Como a proposta de jogo era se defender e sair nos contra-ataques, o Tricolor cumpriu sua missão.

Nos 45 minutos, as chegadas tricolores diminuíram em razão do cansaço. E o Cruzeiro desperdiçou gols de todos os tipos. Aos 14, Raniel bateu cruzado, a bola atravessou a área, mas ninguém concluiu. Aos 31, Elber perdeu uma grande chance, o mesmo que fez Fabrício aos 37, quando parou na defesa de Ferreira e, no rebote, chutou para fora.
No fim, a valentia tricolor de segurar o Cruzeiro rendeu aplausos da torcida e foi comemorada quase que como uma vitória.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Futebol 21/02/2017 | 21h19

Pelo fim da insatisfação no JEC

Nono colocado, Tricolor tenta vencer o Inter de Lages para deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Catarinense

Futebol 05/02/2017 | 19h06

Mais eficiente, Criciúma derrota o JEC

Clássico no Estádio Heriberto Hülse contou com gol solitário de Jheimy, no primeiro tempo

O Sol Diário
Busca