"Alegria" é o segredo de Enercino para ajudar o Inter de Lages a garantir permanência na elite - Esporte - O Sol Diário

Só felicidade14/04/2017 | 07h30Atualizada em 14/04/2017 | 07h30

"Alegria" é o segredo de Enercino para ajudar o Inter de Lages a garantir permanência na elite

Artilheiro do Leão Baio no Catarinense faz sucesso nas redes sociais

"Alegria" é o segredo de Enercino para ajudar o Inter de Lages a garantir permanência na elite Nilton Wolff/O Goleador
Foto: Nilton Wolff / O Goleador

Alegria nos pés e na cabeça. Na missão de escapar do rebaixamento no Campeonato Catarinense, é nesta fórmula que o Inter de Lages aposta. E ninguém melhor do que Enercino para exemplificar o espírito do Leão Baio na reta final do Estadual. O paraibano é o grande líder da equipe dentro de campo e, por mais que o momento seja delicado, ele se recusa a tirar o sorriso do rosto.

- Quando a gente vem trabalhar, tem que vir com bom humor, satisfeito com o que faz. Se ficar de mau humor, as coisas só pioram. Eu, que sou um exemplo aqui dentro, procuro estar sempre bem, para que a gente possa trabalhar cada dia mais forte e sair rápido dessa situação - diz o meia.

Na classificação geral, a equipe de Lages tem 16 pontos - dois a mais que o Metropolitano, o primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

Ao mesmo tempo em que procura sempre manter o sorriso no rosto e pensamentos positivos na cabeça, o meia também carrega a alegria nos pés. É o artilheiro do Leão Baio no campeonato com quatro gols. A cada bola na rede, uma comemoração irreverente.

- O gol é um momento único na partida. É o momento que a torcida espera, que todos querem ver. Então, tem que comemorar mesmo. Sempre venho tentando fazer de forma diferente. Às vezes, o resto do grupo acompanha. Em outras, o pessoal fica meio tímido. Mas isso faz parte do futebol. É uma coisa minha e espero continuar - brinca o jogador.

Para manter o Inter de Lages na elite do Estadual, o meia precisa calibrar a pontaria e voltar a balançar as redes. A última vez que ele dançou para celebrar um gol foi em 22 de março, na vitória por 1 a 0 sobre o Figueirense, na terceira rodada do returno. De lá para cá, foram quatro jogos sem vencer os goleiros rivais e sem receber o carinho dos fãs

- Às vezes, recebo mensagens de crianças, dizendo que fez gol e fez a mesma comemoração. Isso me satisfaz. Vejo que o trabalho está sendo reconhecido não só pelos adultos, mas pelas crianças também. E a gente tem que ser exemplo para eles - diz.

O Inter de Lages enfrenta o Brusque neste sábado, às 16h, fora de casa. Sem vencer desde o triunfo sobre o Alvinegro, a equipe pode confirmar a permanência caso supere o time do Vale do Itajaí. Rival direto na briga contra a degola, o Metropolitano recebe o Criciúma no mesmo horário.

Leia mais:
Confira a classificação do Campeonato Catarinense


O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros