Antes do Estadual, atacante da Chape destaca jogo da Libertadores: "Brigar os 90 minutos" - Esporte - O Sol Diário

Um duelo de cada vez26/04/2017 | 17h26Atualizada em 26/04/2017 | 17h32

Antes do Estadual, atacante da Chape destaca jogo da Libertadores: "Brigar os 90 minutos"

Verdão encara o Nacional-URU nesta quinta-feira, às 19h30min

Antes do Estadual, atacante da Chape destaca jogo da Libertadores: "Brigar os 90 minutos" Sirli Freitas/Chapecoense
Foto: Sirli Freitas / Chapecoense
DC Esportes
DC Esportes

Antes da primeira partida da decisão do Campeonato Catarinense, a Chapecoense entra em campo pela Libertadores da América. O Verdão joga nesta quinta-feira, às 19h30min, contra o Nacional do Uruguai, em Montevidéu. O duelo de ida, na Arena Condá, em Chapecó, terminou empatado por 1 a 1 e agora o foco do elenco do Oeste é vencer o time uruguaio para subir na tabela do Grupo 7 da competição. Dependendo do resultado de Zulia x Lanús, se passar pelo Nacional, a Chape pode assumir a liderança da chave.

- Sabemos do potencial que a nossa equipe tem, do nosso adversário também. São equipes que jogam muito bem, que marcam muito bem, vou frisar bastante essa parte de luta, que é com essa característica que temos que encarar um time uruguaio, então temos que brigar os 90 minutos para que a gente possa sair com a vitória - explicou Wellington Paulista.

Após o jogo de ida, o técnico do Nacional disse que empatou o jogo com os brasileiros "no fator psicologico". O atacante do Verdão discorda e disse que, se for preciso, eles também saberão ser catimbeiros. Mas que isso não é prioridade.

- Eu não acho que eles empataram no psicológico, até porque não teve nada de interessante para isso. Nosso time jogou bem os 90 minutos, conseguiu contra-atacar, uma pena que a gente nao conseguiu definir a partida. Acho que os sul-americanos gostam de falar que fazem catimba com a gente, mas nosso time não entrou em provocação nenhuma, uma discussão natural de jogo, que foi uma pesada na cara do Girotto, e fora isso nao teve nada demais.

Depois de jogar com o Nacional, a Chape encara o Avaí, na Ressacada, pela partida de ida da final do Estadual. Na semana que vem, quarta-feira, às 21h45min, o Verdão tem pela frente o Cruzeiro, pela Copa do Brasil. Uma verdadeira maratona de jogos.

- Na realidade só voltamos dia 4 ou 5 de maio para casa. É complicado, mas não tem muito o que fazer. É jogar, descansar, se alimentar bem para ir bem para os jogos - concluiu WP9.

Leia mais notícias sobre a Chapecoense 
Chapecoense terá dois dias de preparação para enfrentar o Avaí
Poucas lesões e ritmo de jogo deixam Chapecoense preparada para sequência de jogos decisivos
Avaí e Chapecoense: um raio x dos finalistas do Catarinense


 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioTribunal Regional do Trabalho de SC abre concurso público com salários que chegam a R$ 12 mil https://t.co/nZnG3lswAehá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMoradores da Vila União protestam após noite tensa com tiroteio e morte no Norte da llha https://t.co/jKxjyMChNphá 2 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros