Avaí 0x1 Chapecoense: um jogo definido em 20 minutos - Esporte - O Sol Diário

Na Ressacada30/04/2017 | 18h30Atualizada em 30/04/2017 | 18h30

Avaí 0x1 Chapecoense: um jogo definido em 20 minutos

Luiz Antonio fez o gol da vitória do Verdão ainda no primeiro tempo de jogo na Ressacada

Avaí 0x1 Chapecoense: um jogo definido em 20 minutos Cristiano Estrela/Agencia RBS
Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Retire 70 minutos dos 90 de jogo. Pode excluir também os acréscimos. A partida se resumiu a quatro personagens, dois de cada lado, e a 20 minutos de confronto, no primeiro tempo. Desse jogo, considere que o apito inicial de Heber Roberto Lopes tenha sido ao autorizar que a bola voltasse a rolar depois da expulsão de Capa.

Chapecoense vence o Avaí e leva vantagem para a decisão em Chapecó

O árbitro tirou o jogador das finais do Campeonato Catarinense. Aos 18 minutos, Capa deixava o gramado por ter acertado o cotovelo no meia Moisés Ribeiro. Um personagem negativo do lado Avaí, sucumbiu à pressão – e cedo demais. Causou um prejuízo enorme aos azurras. Ainda mais no jogo de 20 minutos que ocorreu dali em diante.

O Leão ficou frágil e suscetível a qualquer investida verde. Para tentar evitar danos além do desgaste físico dos jogadores, Claudinei Oliveira fez uma mudança discutível. E aí entra o segundo personagem do Avaí no primeiro jogo das finais do Catarinense: Marquinhos. Figura porque será lembrado pelo que não pôde jogar. O time da casa perdeu a força na bola parada, no passe que bota jogador na cara do gol. Ele deu lugar a Maurício na recomposição do sistema defensivo.

Agora vem os personagens da Chapecoense, e ambos pelo que fizeram dentro de campo. O primeiro foi Luiz Antonio. O meio-campista apareceu no lado bom de uma Chape agressiva e que já estava habituada a golpear o adversário. Pela direita, esperou o toque assim que entrou na área. A batida não foi forte, tampouco colocada. Nem precisava mais do que isso, só precisava de alguém que a tocasse na direção das redes. Tanto que saiu no segundo tempo sem fazer mais nada e nem precisava. Fez só o gol antes do término do confronto de 20 minutos.

O apito final viria instantes depois. Três minutos após comemorar o gol do companheiro, Andrei Girotto seria o personagem que daria fim a este jogo particular na Ressacada. Uma entrada dura que deu foi a abertura para Heber Roberto Lopes tirar o cartão vermelho pela segunda vez. Havia 10 jogadores para cada lado. O jogo acabou pela igualdade de atletas restabelecida. O que ocorreu da saída do volante em diante não mudou o primeiro ato de Avaí e Chapecoense pelo título do Campeonato Catarinense.

Acesse a tabela do Campeonato Catarinense
Chapecoense vence o Avaí e leva vantagem para a decisão em Chapecó
Substituído, Marquinhos reclama: "Se eu pudesse, naquele momento pegava minha família e ia embora" 

Veja como foi o minuto a minuto da partida na Ressacada

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAvaí escalado para encarar o Flamengo: "Vamos manter nossa fórmula de jogo", diz Claudinei https://t.co/6kxtuC5CwRhá 2 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAvaí escalado para encarar o Flamengo: "Vamos manter nossa fórmula de jogo" https://t.co/XeKWdY9sDRhá 2 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros