Claudinei responde a Marquinhos: "Ele sabe onde é a minha sala" - Esporte - O Sol Diário

Substituição polêmica30/04/2017 | 20h37Atualizada em 30/04/2017 | 20h40

Claudinei responde a Marquinhos: "Ele sabe onde é a minha sala"

Técnico diz que espera o meia procurá-lo para conversar caso ele queira

Claudinei responde a Marquinhos: "Ele sabe onde é a minha sala" Cristiano Estrela/Agencia RBS
Momento em que Marquinhos sai para a entrada de Mauricio Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS
DC Esportes
DC Esportes

A substituição do meia Marquinhos no primeiro tempo de Avaí e Chapecoense, pela primeira partida da final do Campeonato Catarinense, neste domingo em Florianópolis, foi o assunto que dominou a coletiva de imprensa do técnico do Leão, Claudinei Oliveira, após a partida. Principalmente porque o jogador reclamou de ter sido tirado de campo.

Chapecoense vence Avaí no primeiro jogo da final do Catarinense
Marquinhos reclama: "Se eu pudesse, naquele momento ia embora"

O treinador disse que desconhecia as falas do atleta. No vestiário, Claudinei afirmou que recebeu M10 e o cumprimentou, sem receber qualquer pergunta. No entanto, caso o meia queria conversar, como disse que faria ao fim da partida, o técnico garante estar à disposição:

— Se ele falou que vai falar comigo, vou esperar. Marquinhos sabe onde é a minha sala, terça-feira de tarde estarei aqui se ele quiser conversar comigo. Se não quiser, segue a vida.

Sem perder a habitual tranquilidade, Claudinei afirmou que é pago para tomar decisão e Marquinhos é pago para jogar, entrar em campo e fazer o seu melhor.

— Se um dia o presidente achar que estou errado, ele tem a liberdade para tomar decisões. Eu tomo as minhas decisões e a gente é responsável pelo que a gente faz e fala. Estou aqui para conversar — insistiu.

Leia também:
Expulsão de Capa foi "preponderante" para a derrota em casa, diz Claudinei

O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros