Inter vence o Caxias nos pênaltis e está na decisão do Campeonato Gaúcho - Esporte - O Sol Diário

Sufoco23/04/2017 | 18h18Atualizada em 24/04/2017 | 07h39

Inter vence o Caxias nos pênaltis e está na decisão do Campeonato Gaúcho

Decisão será contra o Novo Hamburgo, que eliminou o Grêmio

Inter vence o Caxias nos pênaltis e está na decisão do Campeonato Gaúcho Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

O Inter está na final do Gauchão para tentar o Hepta. Em dos jogos mais emocionantes do Estadual, o Caxias bateu o Inter por 1 a 0 no tempo normal, no Centenário, resultado que levou a decisão da semifinal para as cobranças de pênaltis. E deu Inter: 5 a 3.

Logo nos primeiros movimentos do jogo, um resumo da tensão que marcaria a partida: D'Alessandro derrubou Wagner. Assim que a que a falta foi marcada, Geninho derrubou D'Alessandro, e o empurra-empurra já se formou. Em seguida, o Inter perdeu Marcelo Lomba. O goleiro bateu um tiro de meta e foi ao chão: lesão muscular na coxa direita. Lomba deixou o gramado na maca e às lágrimas. O terceiro goleiro, Keiller, de 20 anos, estreou no Estadual. Com a lesão de Danilo Fernandes, que voltará ao futebol ao final de maio, Keiller é também o único goleiro em condições de jogo que sobrou para o Inter no Gauchão. 

Leia mais:
Cotação ZH: Keiller é o melhor em campo contra o Caxias
Jogadores do Inter comemoram mais uma classificação nos pênaltis: "O grupo merece essa decisão"
Marcelo Lomba lesiona coxa e é substituído na semifinal do Gauchão

Aos 13 minutos, a primeira vez de Keiller. Júlio César arriscou de fora da área e o goleiro fez boa defesa. Obrigado a vencer, o Caxias era mais intenso no ataque. Aos poucos, o Inter conseguiu equilibrar as ações. Aos 21 minutos, Dourado deu um passe que deixou Edenilson sozinho, cara a cara com Lúcio. Edenilson driblou o goleiro, mas perdeu um pouco o ângulo e, ao chutar, acertou a trave.

O problema para os colorados é que, minutos depois, aos 25, o Caxias voltou ao ataque de forma definitiva. Wagner cruzou da direita, Alemão saltou e não alcançou a bola, que sobrou para Júlio César cabecear em cima de Keiller e vencer o terceiro goleiro do Inter.

Com o 1 a 0 para o Caxias, a decisão começava a se encaminhar para as cobranças de pênaltis. Mas os donos da casa trataram de seguir pressionando. Aos 37 minutos, o Inter foi prejudicado. Nico López receberia na área, mas o zagueiro Laércio corou com a mão, em frente ao auxiliar Maurício Penna, que nada marcou. Na sequência, falta para o Caxias, próxima à área. Reis cobrou e por pouco não acertou o ângulo.

No segundo tempo, o Inter voltou com uma postura mais agressiva. Apesar da vontade, pouca efetividade teve o esforço colorado. O ataque seguia sem levar vantagem contra a defesa adversária. Aos nove minutos, em meio a uma disputa em frente ao banco do Inter, Antônio Carlos Zago, fora da área técnica e quase dentro do campo, foi tocado no ombro por Elyeser. E foi ao chão. Apenas mais um elemento de um jogo de intensa pressão e catimba.

Aos poucos, o Inter tentou pressionar o Caxias. Brenner, aos 13 minutos, obrigou Lúcio a defender com o joelho. Em seguida, em jogada trabalhada pelo ataque, Uendel concluiu por cima.

Aos 21, mais erros e mais confusões. Léo Ortiz retomou a bola na entrada da área e, ao tentar sair jogando, perdeu para Marlon. Ato contínuo, puxou Marlon, que entraria cara a cara com Keiller. Na reclamação, Brenner deu um encontrão nas costas do árbitro e foi expulso. Quatro minutos depois, Gilmar cobrou o pênalti e Keiller defendeu no canto direito.

Brenner foi expulso após confusão com o árbitro Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Com 10 jogadores em campo, o Inter tentou reagir e evitar a decisão por pênaltis. Mas o Caxias seguia superior em campo e estava mais perto do 2 a 0. A pressão dos donos da casa, porém, não foi suficiente e a decisão correu para as penalidades.

E a vitória veio. D'Alessandro abriu a série e converteu. E saiu comemorando em frente à torcida do Caxias, o que desestabilizou o banco caxiense. O médico do clube partiu para cima do argentino e foi contido. Jajá cobrou para o Caxias e empatou.

Médico do Caxias se irrita com comemoração de D'Alessandro Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Na sequência, Cuesta, Valdívia e Nico converteram para o Inter, enquanto que Reis e Júlio César marcaram para o Caxias, mas Marlon teve a cobrança defendia por Keiller. Diego cobrou o último e fez: Inter 5 a 3 .   

*ZHESPORTES

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDez a fio: repórter vai encarar os 10k da Maratona Internacional de Floripa https://t.co/FcmQOpIu6yhá 1 minutoRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioParedão Douglas é trunfo do Avaí para segurar o Palmeiras neste sábado https://t.co/gLR7kldPcDhá 26 minutosRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros