Rafael Henzel: "Decisão atrás de decisão" - Esporte - O Sol Diário

Opinião18/04/2017 | 07h30Atualizada em 18/04/2017 | 07h30

Rafael Henzel: "Decisão atrás de decisão"

Jornalista comenta partida do Verdão contra o Nacional-URU

São tantas competições, adversários e datas que chega a causar confusão em muitos torcedores. Tem o Nacional do Uruguai pela Libertadores. Tem Atlético Nacional da Colômbia pela Recopa e as finais do estadual contra o Avaí, mas antes tem o Criciúma pra cumprir tabela, sem absolutamente nada de importância para a Chapecoense. É preciso atenção na variação na tabela de jogos do Verdão.

Ninguém pode negar que a Chapecoense está ressurgindo com força. ¿Mas a folha é a maior¿, diriam alguns torcedores adversários. Porém, se isso for levado em conta, os times catarinenses já estariam rebaixados no Brasileiro. A direção escolheu quem queria vestir a camisa e jogar. O Verdão está há 12 jogos sem perder no Catarinense e venceu invicto o returno. Com a Taça Sandro Pallaoro conquistada (tão simbólica quanto importante) e com a vaga na decisão contra o Avaí, a Chapecoense tem tempo para concentrar-se apenas na Libertadores da América.

O Grupo 7 é tão equilibrado que todos os times perderam em casa até agora e todos têm três pontos em dois jogos. A derrota para o Lanús e a intensidade do jogo contra o Atlético Nacional pela Recopa podem contribuir. Não pode errar contra os uruguaios. O Nacional lidera o Campeonato uruguaio: jogou 11 partidas e perdeu apenas uma. E, como os demais adversários, quer conquistar mais pontos fora de casa nesse grupo onde todos que jogam fora saíram vitoriosos nas duas primeiras rodadas

Depois desse jogo, a Chapecoense terá duas partidas fora de casa. Contra o próprio Nacional, dia 27, e no dia 17 de maio contra o Lanús, na Argentina. Em um mês, o Verdão faz três jogos na Libertadores, os dois da final do Catarinense, a decisão da Recopa e a estreia na Série A do Campeonato Brasileiro. Começando por hoje, mais 90 minutos da maior competição da história do time.

*** O jornalista Rafael Henzel reforça a cobertura que os veículos do Grupo RBS SC estão fazendo da Chapecoense na Libertadores da América. Um dos profissionais mais respeitados da região Oeste, Henzel é referência quando o assunto é o time da Arena Condá. Ele ficou conhecido nacional e internacionalmente como um dos sobreviventes da tragédia de novembro. A participação será sempre na apresentação e na cobertura de cada um dos jogos do Verdão pela Libertadores. Fará comentários com análises e bastidores no Diário Catarinense, no Jornal do Almoço da RBS TV Chapecó, no Globo Esporte e na CBN Diário. 

Leia mais:
Acesse a tabela da Libertadores
Leia as notícias da Chapecoense


 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros