Chapecoense luta, faz partida equilibrada, mas acaba derrotada pelo Cruzeiro na Copa do Brasil - Esporte - O Sol Diário

Não deu03/05/2017 | 23h40Atualizada em 03/05/2017 | 23h46

Chapecoense luta, faz partida equilibrada, mas acaba derrotada pelo Cruzeiro na Copa do Brasil

Raniel marcou o único gol da partida no Mineirão

Chapecoense luta, faz partida equilibrada, mas acaba derrotada pelo Cruzeiro na Copa do Brasil Ramon Lisboa/Estado de Minas
Foto: Ramon Lisboa / Estado de Minas

A sétima participação da Chapecoense na Copa do Brasil não foi do jeito que o torcedor do Verdão gostaria. O time catarinense perdeu por 1 a 0 para o Cruzeiro na noite desta quarta-feira, no Mineirão, apesar de ter feito uma boa apresentação. O gol sofrido logo no início complicou a vida da Chape, que por diversos momentos chegou a estar melhor do que o adversário na partida. Apesar de mostrar mais intensidade, os jogadores do Verdão não conseguiram concluir em gol as oportunidades que tiveram. Se havia a expectativa da Chape ser engolida pelo time da casa, não foi bem assim.

Vagner Mancini e Mano Menezes mandaram a campo equipes alternativas. No lado da Raposa, cinco titulares ficaram de fora. Já no Verdão, apenas Andrei Girotto saiu jogando, os outros 10 atletas, todos reservas. Agora, a Chapecoense vira a chave e volta a focar na decisão do Campeonato Catarinense domingo, quando recebe o Avaí às 16h, na Arena Condá.

Raposa fulminante

O Cruzeiro começou a todo o vapor. Tanto que a primeira jogada de ataque foi convertida em gol. Aos dois minutos, Raniel chutou bonito de fora da área para colocar a Raposa à frente do placar. A Chape tinha dificuldade na saída de bola e continuou a ser pressionada pelo Cruzeiro.

Aos poucos, o Verdão do Oeste foi preenchendo os espaços, se soltando e conseguiu equilibrar o jogo. A primeira chegada perigosa do surgiu aos 31 minutos. Niltinho pegou a sobra após desvio de cabeça do zagueiro Dedé. O atacante da Chape finalizou, mas a bola saiu à esquerda do gol de Rafael. Dois minutos depois, Nathan subiu para testar após cobrança de escanteio, mas desperdiçou para fora. A Chapecoense chegou a estar melhor em campo na primeira etapa de partida, mas foi para o intervalo sem balançar as redes.

No segundo tempo, aos 19 minutos, no primeiro toque na bola após entrar no lugar de Nenén, Arthur Caike teve chance de marcar, mas chutou em cima da zaga. No final do jogo, uma grande oportunidade de empate. Wellington Paulista testou desequilibrado e acabou mandando para fora. Aos 46, após cobrança de escanteio, a zaga do Cruzeiro bobeia, Fabrício Bruno cabeceia e a bola saiu passando muito perto da trave de Rafael.

A Chape não se intimidava e apostava nos contra-ataques para buscar o gol, mas não conseguiu alterar o placar. Mas, pela boa apresentação, vai com moral para o jogo da volta no dia 1º junho, às 21h30min, em Chapecó.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO (1)

Rafael, Lennon, Dedé, Caicedo e Diego Barbosa; Henrique, Lucas Silva (Hudson), Arrascaeta, Thiago Neves (Rafinha) e Alisson; Raniel (Rafael Sóbis).

Técnico: Mano Menezes

CHAPECOENSE (0)

Elias; Apodi, Victor Ramos, Fabricio Bruno e Diego Renan; Andrei Girotto, Nathan e Nenén (Arthur Caíke); Niltinho (Rossi), Túlio de Melo (Wellington Paulista) e Osman Jr.

Técnico: Vagner Mancini

Gols: Raniel, aos 2 minutos do 1º tempo (Cru);

Cartões amarelos: Andrei Girotto, Wellington Paulista, Fabricio Bruno (Cha); Dedé (Cru)

Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza, auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte-MG. 

Público: 11.716
Renda: R$ 203.069

Acesse a tabela da Copa do Brasil

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMilton Cruz será mantido no comando técnico do Figueirense em 2018 https://t.co/5chhvAYpKNhá 5 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol Diário"Agora é planejar o ano que vem", diz lateral do Figueirense https://t.co/gIb16VqrLEhá 6 horas Retweet
O Sol Diário
Busca