Colombianos se mobilizam para devolver pertences saqueados após queda de avião da Chapecoense - Esporte - O Sol Diário

Campanha09/05/2017 | 11h40Atualizada em 09/05/2017 | 15h19

Colombianos se mobilizam para devolver pertences saqueados após queda de avião da Chapecoense

Objetos serão entregues nesta terça-feira a representantes do clube catarinense

ZH Esportes
ZH Esportes

A Chapecoense retornou neste início de semana à Colômbia para encarar o Atlético Nacional na final da Recopa Sul-Americana. A viagem foi a primeira da equipe catarinense para Medelín desde a tragédia do dia 29 de novembro do ano passado. A delegação foi recebida com festa pelo povo colombiano e uma ação especial organizada por voluntários chamou a atenção.

De acordo com a Folha de S. Paulo, um grupo de moradores da cidade de La Unión, que fica próxima ao local do acidente, se reuniu para tentar recuperar pertences das vítimas que foram saqueados nos dias seguintes ao acidente. De acordo com a publicação, a campanha começou tímida, mas com a proximidade do jogo entre Atlético Nacional e Chapecoense, os objetos começaram a aparecer de forma mais rotineira.

Leia mais:
Na Colômbia, sobreviventes do acidente da Chapecoense revelam vontade de visitar local da queda
Diário de viagem: colombianos se emocionam no reencontro com os sobreviventes da Chapecoense

Nesta terça, em uma cerimônia que contará com a presença dos sobreviventes da tragédia, Neto, Alan Ruschel, Follmann e Rafael Henzel, 200 objetos serão devolvidos para as famílias. 

Cada uma das 71 vítimas ganhou um padrinho em La Unión. Cada um dos voluntários ficou responsável por tentar recuperar os pertences do seu apadrinhado.

Um dos objetos que mais chama a atenção é a camisa que seria usada pelo atacante Kempes na final da Sul-Americana. Camila Candamil, de 11 anos, moradora de La Unión pediu dinheiro para seu pai para comprar a camisa do jogador que estava sob posse de um homem que foi até o local do acidente. 

Camila pagou cerca de R$ 100 pelo objeto e, hoje, vai enviar o uniforme de volta para a família do jogador assim como sua carteira de motorista que também foi encontrada após o acidente.

Os veículos locais fazem uma campanha diária para que os pertences sejam devolvidos às famílias dos jogadores e a esperança é que mais objetos apareçam durante o período em que a delegação catarinense está no país.

 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros