Criciúma sai na frente, mas Santa Cruz vence por 2 a 1 na estreia da Série B   - Esporte - O Sol Diário

Começou13/05/2017 | 19h20Atualizada em 07/06/2017 | 15h27

Criciúma sai na frente, mas Santa Cruz vence por 2 a 1 na estreia da Série B  

Derrota quebrou o retrospecto positivo, já que há doze anos o Tigre não perdia em estreias na Segundona

Criciúma sai na frente, mas Santa Cruz vence por 2 a 1 na estreia da Série B   Caio Marcelo/Especial
Foto: Caio Marcelo / Especial

No dia do aniversário de 70 anos do Criciúma, quem fez a festa foi o Santa Cruz (PE), que venceu os donos da casa por 2 a 1 neste sábado, na estreia dos clubes na Série B do Campeonato Brasileiro 2017. O Tigre saiu na frente, com gol de Diogo Mateus, e teve mais volume de jogo nos dois tempos. No contra-ataque, em duas jogadas isoladas, a Cobra Coral foi mais efetiva e balançou a rede, com Vitor e Willian Barbio. A derrota quebrou o retrospecto positivo, já que há doze anos o Criciúma não perdia em estreias na Série B.

Sem o goleiro Luiz, que sentiu a perna e ficou de fora, Edson foi para o jogo. Quem assumiu a braçadeira de capitão foi Silvinho, e no meio, a novidade foi a reestreia de Paulinho com a camisa do Criciúma. O jogador de 27 anos já passou pelo Tigre em 2015, e é velho conhecido do torcedor. Com jogadas de velocidade e algumas tentativas de fora de área, o volante mostrou personalidade e fez boa partida. Com camisas amarelas e calções azuis, o Tigre prestou uma homenagem aos 70 anos do clube.

Domínio dos donos da casa

O primeiro tempo foi de domínio absoluto do Criciúma. Com maior  posse de bola, os donos da casa não deixaram a Cobra Coral jogar. O time visitante ficou praticamente no campo defensivo, e em poucas oportunidades de contra-ataque, não chegou a levar perigo ao goleiro Edson. Aos 15, Caio Rangel caiu dentro da área, mas a jogada foi normal. O zagueiro Raphael Silva tentou mandar para o gol, mas a bola bateu no atacante do Criciúma e ficou com o Santa Cruz.Outra boa chance do Tigre foi na jogada ensaiada.

Aos 20 de jogo, Marlon mandou na área e Diego Giaretta mandou de cabeça no travessão. No lance seguinte, não deu mais para Julio Sheik, do Santa Cruz, e Thiago Primão foi para o jogo. O Tigre chegou várias vezes com perigo, mas no último lance, faltava capricho. A bola bonita veio do pé esquerdo de Diogo Mateus, que mandou para o gol aos 45 minutos, sem chances para Julio Cesar. Em 13 jogos, esse foi o primeiro gol do lateral-direito com a camisa do Criciúma.

— Minha mãe é pé quente. Sempre que ela vai no estádio eu faço gol, tanto ela quanto meu pai. Quero dedicar a ela esse gol pelo Dia das Mães — comemorou.

Virada no segundo tempo

No intervalo, ninguém mexeu. O Criciúma continuou impondo o ritmo, mas em uma jogada de contra-ataque do Santa Cruz, Douglas Moreira falhou e a bola sobrou livre para o capitão Vitor, que mandou para o gol aos 6 da etapa final. Sem tempo para lamentar, o Tigre correu atrás do empate, e a bola quase entrou aos 9. No bate-rebate dentro da área, quatro jogadores tentaram mandar para o gol, mas Julio Cesar fez belas defesas.

Aos 21, mudança dupla no Criciúma, Alex Maranhão e Fabinho Alves, outro reforço trazido para a Série B. Do lado do Santa Cruz, uma preocupação para a sequência da competição: o capitão Vitor saiu de campo na maca e foi levado ao hospital, com suspeita de fratura na perna direita. O Santa Cruz gostou mais do jogo na etapa final, e aos 40, Andre Luisquase fez o dele. No minuto seguinte, Willian Barbio não perdoou e fez o dele, garantindo a vitória do time pernambucano.

Torcida Os Tigres de fora da festa

Como punição pelos fatos ocorridos no último jogo contra a Chapecoense, a direção do Criciúma suspendeu a torcida Os Tigres por tempo indeterminado. Pelo menos seis pessoas, que estavam no espaço reservado à torcida, entoaram cânticos ofensivos ao clube, relacionados ao acidente aéreo do final do ano passado. Os envolvidos já foram identificados, com a ajuda da própria torcida, porém eles foram proibidos de assistir a estreia do Criciúma na Série B 2017.

Ficha técnica:

Criciúma - 1
Edson; Diogo Mateus, Raphael Silva, Diego Giaretta e Marlon; Ricardinho, Paulinho (Pitbull) e Douglas Moreira (Alex Maranhão); Silvinho, Caio Rangel e Jheimy (Fabinho Alves). Técnico: Deivid

Santa Cruz – PE - 2
Julio Cesar, Vítor (Nininho), Anderson Salles, Bruno Silva e Roberto; Elicarlos, David e Everton Santos; Thomás (Willian Barbio), André Luís e Julio Sheik (Thiago Primao). Técnico: Vinícius Eutrópio

Gols: Diogo Mateus (C) aos 45 do primeiro tempo, Vitor (S) aos 6 do segundo tempo e Willian Barbio (S) aos 41 do segundo tempo
Cartões amarelos: Pitbull, Douglas Moreira, Raphael Silva, Caio Rangel, Marlon, do Criciúma. David, Julio Cesar, do Santa Cruz
Arbitragem: Roger Goulart, auxiliado por Mauricio Coelho Silva Penna e Jorge Eduardo Bernardi (trio do RS)
Local: Heriberto Hülse – Criciúma
Público: 3.576
Renda: R$ 74.230

Leia também:

Criciúma tem nova chance para voltar à primeira divisão do país

Criciúma 70 anos: curiosidades sobre o clube que completa sete décadas

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCrianças de baixa renda deixam de ter preferência nas creches em Itajaí  https://t.co/nr0GOMgL5Hhá 1 horaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioComo foi a observação da chuva de meteoros no Novo Campeche, em Florianópolis https://t.co/S29kVVuRHmhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca