Diretor do Avaí minimiza polêmica de Marquinhos Santos: "Já comi toucinho com mais cabelo que isso" - Esporte - O Sol Diário

Campeonato Catarinense01/05/2017 | 20h47Atualizada em 01/05/2017 | 20h52

Diretor do Avaí minimiza polêmica de Marquinhos Santos: "Já comi toucinho com mais cabelo que isso"

Diretor de esportes Joceli dos Santos acredita que diálogo interno acaba com situação envolvendo capitão azurra e técnico Claudinei Oliveira

Diretor do Avaí minimiza polêmica de Marquinhos Santos: "Já comi toucinho com mais cabelo que isso" André Podiacki/Agência RBS
Diretor Joceli dos Santos (dir) pretende conversa para resolver qualquer situação Foto: André Podiacki / Agência RBS

Problema maior é o placar adverso no primeiro jogo, e não as declarações do capitão da equipe ao final do revés do Avaí para a Chapecoense, por 1 a 0, no primeiro jogo das finais do Campeonato Catarinense. Foi o que apontou o diretor de esportes do Leão, Joceli dos Santos. O dirigente admite que tratar do assunto com Marquinhos Santos está na pauta da reapresentação do grupo, na tarde desta terça-feira, na Ressacada. No entanto, vai ocorrer de forma tranquila e é encarada como uma forma de mexer positivamente com o conjunto ante a difícil tarefa que tem em Chapecó, no próximo domingo.

— Isso começou a ser feito logo ao término do jogo. No vestiário, na hora da reza depois do jogo, eu entrei na roda e começamos a nos mobilizar. Já comi toucinho com muito mais cabelo que isso. Quando assumi, a equipe estava perto do rebaixamento na Série B e demos a volta, os jogadores conseguiram juntos e unidos. Isso ocorreu com conversa, e não com briga. E vai ser assim. Vamos nos aproximar e conversar, sem estresse algum – projetou Joceli.

Leia também:
Chapecoense vence Avaí no primeiro jogo da final do Catarinense

Terminado o jogo na Ressacada, domingo, Marquinhos explicitou a frustração por ter sido substituído pelo técnico Claudinei Oliveira no decorrer do primeiro tempo. Ele deu lugar ao zagueiro Maurício para a recomposição do sistema defensivo em função da expulsão do lateral-esquerdo Capa. Na entrevista coletiva pós-jogo, o comandante azurra foi questionado sobre a mudança. A justificativa, além da recomposição, foi a manutenção de atletas com mais velocidade, como Romulo, Junior Dutra e Denílson, para tentar investidas em transições ofensivas. 

Na conversa com os jornalistas após a partida, a reação de Claudinei foi natural. Não se furtou de responder qualquer indagação sobre Marquinhos, mesmo que tivesse conhecimento apenas do que os próprios repórteres o perguntavam. De acordo com Joceli dos Santos, não houve qualquer problema entre treinador e capitão no vestiário depois do jogo. O diretor de esportes soube somente depois o que M10 falou.

— Não ficamos sabendo na hora, eu soube melhor no dia seguinte. Depois do jogo, eu falei no vestiário. Ninguém mais falou, nem o Claudinei e nem o Marquinhos. Não teve problema. Acho que este é um tipo de conversa para os bastidores, conversa interna – reforçou o dirigente.

O Avaí perdeu para a Chapecoense por 1 a 0 no primeiro confronto. Para faturar o Campeonato Catarinense, o time azul e branco terá de vencer a Chape na decisão por dois gols de vantagem. O confronto está marcado para as 16h de domingo, na Arena Condá.

Leia também
Veja como foi o minuto a minuto da partida na Ressacada

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioGrêmio goleia Zamora por 4 a 0 e avança como terceiro melhor da fase de grupos da Libertadores https://t.co/VcXbhCfTojhá 4 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBalneário Camboriú recebe peça Histórias de Agrolândia neste sábado https://t.co/kDaCdjPA6whá 5 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros