Falta de bagagem do grupo na Série A do Brasileiro preocupa o Avaí - Esporte - O Sol Diário

Falta chão24/05/2017 | 07h30Atualizada em 24/05/2017 | 07h30

Falta de bagagem do grupo na Série A do Brasileiro preocupa o Avaí

Dos 16 atletas que estiveram em ação nas duas primeiras rodadas do Brasileirão, apenas seis já disputaram a elite do futebol nacional

Falta de bagagem do grupo na Série A do Brasileiro preocupa o Avaí Marcelo FIM/Raw Image/Estadão Conteúdo
Com a camisa do Leão, o zagueiro Alemão está recebendo as primeiras oportunidades para disputar o Brasileirão Foto: Marcelo FIM / Raw Image/Estadão Conteúdo

Adversário com camisa de entortar varal, Morumbi, atletas rivais que já vestiram a amarelinha da Seleção Brasileira. Do outro lado, jogadores que pela primeira vez estão no maior campeonato do país, alguns ainda ilustres desconhecidos. O Avaí diante do São Paulo mostrou esse contraste. Parte do elenco do Leão tem pouca ou não tem experiência na Série A do Campeonato Brasileiro, o que fez a diferença na vitória tricolor por 2 a 0 na segunda-feira.

Dos 16 jogadores que entraram em campo até agora com a camisa azul e branca no Brasileirão, 10 não haviam disputado uma partida sequer da Primeira Divisão. Alguns atletas passaram perto, como o zagueiro Alemão na Chapecoense de 2014 e o volante Luan, que foi formado na base do São Paulo. Outros, nem isso. Até chegarem no Avaí, o goleiro Kozlinski e o lateral Capa haviam defendido apenas clubes que têm nos estaduais do Sul do país a principal competição de seus calendários.

– Temos de ter calma, tranquilidade e dar moral aos jovens. Temos bons jogadores e que precisam de vivência. Há atletas nossos que conheciam jogadores do adversário por jogarem no videogame. Mas não podemos usar a juventude como muleta. É necessário ter calma e agregar atletas com esta experiência – apontou o técnico Claudinei Oliveira.

A média de idade entre os 16 que entraram em campo é de 26,3 anos – não pode ser considerada tão nova assim no Brasileirão deste ano. A questão não é a idade, mas a falta de rodagem na competição. A diretoria avaiana deu amostra que a situação foi identificada e começou a acertar com reforços que podem engrossar a casca azurra.

Atleta que defendeu Monaco, Inter de Milão, Manchester City e Roma, além de disputar duas Copas do Mundo, o lateral Maicon encaminha a assinatura de contrato como reforço para o campeonato. O jogador que completa 36 anos em julho disputou quatro edições do Brasileirão com o Cruzeiro, há mais de uma década.

Outros atletas considerados experientes e que podem dar mais peso ao elenco do Avaí são o meia Alex (35 anos) e o meia-atacante Thiago Ribeiro (31). O presidente Francisco Battistotti está em contato para que pelo menos um deles incorpore o elenco azurra e aumente a lista de jogadores com bagagem na Série A do Campeonato Brasileiro.

Novatos e cascudos

Primeira série a
Alemão, Capa, Denílson, Diego Tavares, Iury, Judson, Lourenço, Kozlinski, Luan e Wellington Simião.

Pouca experiência
Junior Dutra (Santo André em 2009) e Romulo (Avaí em 2015).

Mais rodados
Betão, Leandro Silva, Marquinhos e Vinícius Pacheco.
(três ou mais edições da Série A)

Confira mais notícias do Avaí.
Veja a tabela de classificação da Série A
Claudinei aprova poder de reação da equipe do Avaí diante do São Paulo


Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMinistério Público avalia importância histórica de um dos primeiros balneários de SC https://t.co/lDrcC9eVRBhá 38 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioDesempenho no comando do Figueirense pesa para a permanência de Milton Cruz  https://t.co/raveHuQnKehá 4 horas Retweet
O Sol Diário
Busca