Termômetro da decisão: os pontos para confronto entre Avaí e Chape - Esporte - O Sol Diário

Campeonato Catarinense02/05/2017 | 10h07Atualizada em 02/05/2017 | 10h30

Termômetro da decisão: os pontos para confronto entre Avaí e Chape

Diário Catarinense mostra o que deve estar na cabeça e nos discursos dos técnicos para o duelo das 16h de domingo, na Arena Condá

Termômetro da decisão: os pontos para confronto entre Avaí e Chape Cristiano Estrela/Agencia RBS
Times têm informações relevantes do jogo de ida para a decisão na Arena Condá Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

O resultado do primeiro jogo da final do Estadual delimitou os caminhos que Chapecoense e Avaí terão de trilhar para alcançar o desejado troféu. O Diário Catarinense mostra alguns pontos que devem estar na cabeça e nos discursos dos técnicos Claudinei Oliveira e Vagner Mancini no decorrer da semana que antecede o duelo final do Campeonato Catarinense.

Favorável à Chape
Uma vantagem considerável
Não bastasse a possibilidade de levantar a taça com o empate na soma dos placares agregados, o Verdão do Oeste conseguiu ampliar a vantagem com o 1 a 0 na casa do adversário. Isso porque vai começar o duelo das 16h de domingo, na Arena Condá, podendo até perder por um gol de diferença que ainda assim fica com o título. Sem contar que estará em casa, ante seus torcedores que tem a ¿sede¿, tanto quanto da diretoria, em conquistar o então inédito bicampeonato do Catarinense – a Chape jamais venceu a competição duas vezes seguidas. 

Favorável ao Avaí
A mística da superação
Das últimas três finais anteriores que disputou, o Leão venceu as três (em 2012, 2010 e 2009). Ainda a história mostra que a superação é sentimento atrelado aos azurras. A própria edição do Campeonato Catarinense deste ano comprova. A equipe comandada por Claudinei Oliveira anotou sete gols (26% do total) nos últimos 15 minutos de jogo ou acréscimos. Sendo que cinco deles foram parar culminar com vitórias azurras. A máxima de que ¿o Avaí faz coisa¿ terá de aparecer em Chapecó, como apontado em retrospecto antigo ou recente.

Acesse a tabela do Campeonato Catarinense

Atenção, Chape
Mudança necessária no meio de campo
Andrei Girotto foi presença constante no miolo verde ao longo do Campeonato Catarinense. Atuante em 16 dos 18 jogos dos dois turnos da competição, e com quatro tentos assinalados, o volante fará falta à Chape. O atleta terá de cumprir suspensão por conta do cartão vermelho recebido no primeiro confronto. Alterar peças no meio de campo não é uma novidade para Vagner Mancini, que já o fez em diferentes momentos e circunstâncias. Porém, em nem um das mudanças recaiu sobre Girotto, uma constante da equipe. Mexer uma peça regular no meio requer atenção da Chapecoense.

Andrei Girotto é baixa no meio da Chapecoense Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

Atenção, Avaí
Nervos em dia
A partida do último domingo, o revés por 1 a 0 na Ressacada, apresentou um Avaí diferente em um aspecto em relação à equipe aos outros jogos do Campeonato Catarinense. Com paciência construía resultados positivos no primeiro turno. Mas no primeiro encontro com a Chape demonstrou dificuldade em lidar com a pressão. O capitão Betão deu dura entrada em adversário no final do jogo, a expulsão de Capa e até mesmo a reação de Marquinhos por ser substituído são demonstrações do estado de nervos do coletivo azurra. A questão emocional deverá estar na pauta da preparação ao segundo duelo.

Perigo à Chape
Desgaste que cresce ainda mais
Antes de a bola rolar na Ressacada, muito se falou do desgaste físico da Chapecoense para o jogo de ida das finais do Campeonato Catarinense. Ainda que o resultado do encontro em Florianópolis dê a entender que o fator não tenha feito diferença, o tema volta à tona. Isso porque, quando voltar a encontrar o Avaí, terá feito mais uma partida no meio de semana e fora de casa (a quarta em sequência), vai encarar o Cruzeiro, no Mineirão e às 21h45 de quarta-feira, em sua estreia na Copa do Brasil. Enquanto isso, o adversário terá passado por uma semana voltada apenas à preparação. O único desgaste físico do Leão é o deslocamento para Chapecó.

Perigo ao Avaí
Sem apoio forte pelo lado esquerdo
Uma das jogadas notáveis da equipe azul e branca no Campeonato Catarinense era as investidas do lateral Capa no lado esquerdo de campo. Era, porque o Avaí nem pôde fazer uso dela no primeiro confronto com a Chapecoense e nem poderá em Chapecó, ante a suspensão pelo cartão vermelho ao jogador. Cerca de 40% dos tentos do Leão no Estadual foram em jogadas originárias deste lado. O possível substituto, João Paulo, tem apenas seis jogos pelo clube neste ano – quatro pelo Estadual.

Sem Capa, Avaí perde poder ofensivo pelo lado esquerdo de campo Foto: André Palma Ribeiro / Avaí

Veja como foi o minuto a minuto da primeira partida, na Ressacada

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioPrefeitura de Itajaí inaugura praça que foi reformada por acordo judicial e provoca reação do MPSC https://t.co/ZvTMW7zmr6há 5 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioLotes de anticoncepcional da Bayer são suspensos https://t.co/ZlwYj8BgGFhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros