Chapecoense defende a liderança contra o Cruzeiro em Minas Gerais - Esporte - O Sol Diário

Página virada04/06/2017 | 07h20Atualizada em 04/06/2017 | 07h20

Chapecoense defende a liderança contra o Cruzeiro em Minas Gerais

Time catarinense volta a enfrentar a Raposa depois da eliminação na Copa do Brasil

Chapecoense defende a liderança contra o Cruzeiro em Minas Gerais Arte DC/Diário Catarinense
Foto: Arte DC / Diário Catarinense

Três dias depois de terem se enfrentado na Copa do Brasil, num jogo que teve confusão após o apito final, na Arena Condá, Chapecoense e Cruzeiro voltam a se enfrentar neste domingo, às 19h, no Mineirão, desta vez pelo Campeonato Brasileiro.

A Chapecoense, que foi eliminada pelo time mineiro na Copa do Brasil, defende a liderança da competição. Os mineiros estão em terceiro, com a mesma pontuação, mas atrás no saldo de gols.

O técnico Vagner Mancini espera que o clima do jogo seja de boa disputa dentro de campo, mas de harmonia entre os clubes fora das quatro linhas. Ele não quer que sejam repetidas cenas como o bate-boca que ocorreu no acesso aos vestiários, com xingamentos, chutes na porta e água sendo jogada.

- Não queremos violência, a gente abomina isso, que a rivalidade seja dentro de campo. Falei para os atletas que a rivalidade tem que ser canalizada para um bom futebol e que a gente possa ganhar do Cruzeiro dentro do Mineirão – disse o treinador.

Ele afirmou que a sequência de bons resultados dá confiança ao time. Se contar o jogo contra o Lanús, em que perdeu os pontos mas venceu dentro de campo, a Chapecoense está há seis jogos sem derrota.

Para esta partida ele poderá utilizar Reinaldo e Victor Ramos, expulsos após o apito final na Copa do Brasil, pois ainda não forma julgados para cumprir suspensão em outra competição.

Também terá a volta do meia Seijas, que não atuou na quinta-feira pois já havia disputado a Copa do Brasil pelo Inter. No entanto não poderá contar com Luiz Otávio, que foi expulso contra o Palmeiras.

Dois jogadores que pertencem ao Cruzeiro mas estão emprestados para a Chapecoene, Grolli e Fabrício Bruno, disputam uma vaga na defesa. Grolli aliás foi o primeiro jogador contratado pela Chapecoense após o acidente aéreo. Por isso a briga na Arena Condá foi tão constrangedora e gerou pedidos de desculpas após a partida. Que essa atitude seja efetivada neste domingo.

Ficha técnica

Cruzeiro
Fábio; Lucas Romero, Caicedo, Léo e Diogo Barbosa; Hudson, Henrique, Ariel Cabral e Alisson; Thiago Neves e Rafael Marques. 

Técnico: Mano Menezes

Chapecoense
Jandrei; Apodi, Grolli, Victor Ramos e Reinaldo; Andrei Girotto e Luís Antôno; Rossi, Seijas e Arthur Caíke; Wellington Paulista. 

Técnico: Vágner Mancini

Arbitragem: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE); Cleriston Clay Barreto (SE), Fábio Pereira (TO).
Horário: 19h
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Veja mais:

Árbitro apedrejado em jogo da Chapecoense fará exame de corpo de delito
Mancini pede desculpas por confusão e avisa que foco da Chape é a Série A
Presidente da Chapecoense destaca solidariedade do Cruzeiro: "É um irmão"
Árbitro relata xingamentos de Victor Ramos e Rui Costa depois do jogo

Leia também:
Chapecoense empata com o Cruzeiro e dá adeus à Copa do Brasil
Leia mais sobre a Chapecoense
Veja a tabela de classificação da Copa do Brasil


 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros