Chapecoense muda de competição e aposta na conversa para tentar recuperação - Esporte - O Sol Diário

Série A26/06/2017 | 20h29Atualizada em 26/06/2017 | 20h29

Chapecoense muda de competição e aposta na conversa para tentar recuperação

Técnico Vagner Mancini reuniu jogadores antes do treinamento de ontem

Chapecoense muda de competição e aposta na conversa para tentar recuperação Sirli Freitas/Divulgação
Assim como fez no título Catarinense, Vagner Mancini aposta na conversa para retomar os bons resultados Foto: Sirli Freitas / Divulgação

Muita conversa na reapresentação do time da  Chapecoense  na tarde desta segunda-feira, no Centro de Treinamento da Água Amarela. O treinador Vagner Mancini reuniu o grupo de jogadores e foram cerca de 30 minutos de avaliação sobre a queda de desempenho do time, que perdeu cinco dos últimos seis jogos. Teve cobrança forte do torcedor inclusive na saída do estádio, após a derrota por 1 a 0 para o time reserva do Atlético-MG, na Arena Condá. 

Jogadores como o atacante Túlio de Melo e até o treinador Vagner Mancini foram conversar com os torcedores.Mancini aliás era um dos principais alvos das reclamações. Mas o presidente da Chapecoense, Plínio David De Nês Filho, deu uma entrevista coletiva após o jogo destacando sua confiança no técnico e no departamento de futebol.

Mesmo na má fase teve torcedor pedindo para tirar foto com os jogadores na tarde desta segunda-feira. O volante Lucas Mineiro, que teve oportunidade de começar a partida contra o Atlético-MG, disse que o grupo não se abalou com a cobrança mais firme da torcida.

- Ninguém está assustado, vamos manter nosso foco, não pode desaminar, vamos continuar com nosso trabalho que daqui a pouco as coisas vão voltar ao normal – afirmou o jogador.

Ele afirmou que esperou bastante pela oportunidade de começar uma partida no time titular. As ausências de João Pedro, Amaral, Nadson e Moisés Ribeiro, que tiveram lesões, acabaram contribuído para que o jogador da base do clube mostrasse seu serviço.E ele agradou o técnico Vagner Mancini. Tanto que está cotado para iniciar o jogo também contra o Defensa Y Justicia, nesta quarta-feira, na Argentina, pela Copa Sul-Americana. 

A delegação viajou no final da tarde para Porto Alegre e à noite embarcou para Buenos Aires.Para o volante a mudança de competição deve ser benéfica.

-Vamos trabalhar forte, mudar a chave e mudar a situação – afirmou.

Em 2015 a Chapecoense também vinha patinando no campeonato Brasileiro e a partir da classificação na Sul-Americana, eliminando o Libertad, do Paraguai, deu moral para uma arrancada tanto no Brasileiro como para fazer dois belos jogos contra o então campeão da Libertadores, o River Plate.

Para tentar a recuperação o técnico Vagner Mancini levou o grupo principal. O zagueiro Victor Ramos, lesionado, e o zagueiro Luis Otávio, suspenso, não viajaram. Fabrício Bruno e Grolli devem formar a zaga titular.


Leia todas as notícias sobre a Chapecoense

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol Diário"Agora é pensar em 2018", diz Dudu, do Figueirense https://t.co/ALrZRJqlIchá 2 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioXuxa marca e Figueirense se despede com vitória sobre o Paysandu https://t.co/QXsghvDt4xhá 38 minutosRetweet
O Sol Diário
Busca