Chapecoense perde em casa para os reservas do Atlético-MG - Esporte - O Sol Diário

Série A25/06/2017 | 20h52Atualizada em 25/06/2017 | 20h52

Chapecoense perde em casa para os reservas do Atlético-MG

Time catarinense perdeu cinco das últimas seis partidas

Chapecoense perde em casa para os reservas do Atlético-MG Marcio Cunha/Especial
Chapecoense não conseguiu marcar contra o Atlético-MG e amarga a quinta derrota em seis jogos Foto: Marcio Cunha / Especial

Na disputa do técnico da Chapecoense, Vagner Mancini, contra o filho, Matheus Mancini, zagueiro do Atlético-MG, o filho levou a melhor. Mesmo jogando com um time reserva o Galo venceu a Chapecoense por 1 a 0, na Arena Condá, e deixa o pai de Matheus sob pressão. Foi a quinta derrota em seis jogos no Brasileirão. Com isso o time que já foi líder cai para a segunda parte da tabela, com 13 pontos.

Recheado de garotos o time visitante começou surpreendendo. Logo a 11 minutos Valdívia vez boa jogada pela direita e cruzou na área para Marlone, livre, abrir o placar, de cabeça.

Foi o décimo oitavo gol sofrido pela Chapecoense em seis jogos. Isso que a zaga que levou 5 a 1 do Flamengo não era a mesma, pois Victor Ramos estava lesionado, dando lugar a Luiz Otávio, e Grolli foi substituído por Fabrício Bruno. Mancini também tentou reforçar a marcação colocando o volante Lucas Mineiro no lugar do meia Seijas. Mas nem isso resolveu.

Além de vazar atrás o time não conseguiu ser eficiente no ataque no primeiro tempo. Rossi cruzou na cabeça de Wellington Paulista mas o atacante, livre, mandou para fora. Depois Rossi serviu Apodi que, pressionado pelo marcador, chutou para fora. Luiz Otávio tentou de cabeça e o goleiro Cleiton defendeu.

O Atlético levou perigo em cobrança de falta de Otero, que passou perto do poste.

No segundo tempo o técnico Vagner Mancini tirou o volante Luiz Antônio para colocar um quarto atacante, Lourency.

A Chapecoense passou a dominar o jogo mas, apesar da insistência e da chuva de bolas na área do Galo, não conseguiu chegar ao gol. Quando não era a defesa afastando o goleiro Cleiton fazia a defesa. Teve até reclamação de pênalti não marcado. 

Mancini também tentou trocar Wellington Paulista por Túlio de Melo. Mas a fase da Chapecoense não é boa. Rossi e Arthur também desperdiçaram chances. E tiveram que amargar mais uma derrota.

Agora a Chapecoense foca na estreia da Copa Sul-Americana onde enfrenta o Defensa y Justicia, na quarta-feira, na Argentina.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE: Jandrei, Apodi, Luiz Otávio, Fabrício Bruno e Reinaldo; Lucas Mineiro (Nenén), Andrei Girotto e Luiz Antônio (Lourency); Rossi, Wellington Paulista (Túlio de Melo) e Arthur. Técnico: Vagner Mancini

ATLÉTICO-MG 1: Cleiton, Yago, Rodrigão (Brenner), Matheus Mancini e Leonan; Rafael Carioca, Roger Bernardo, Marlone Valdívia (Marquinho) e Otero (Luan); Rafael Moura. Técnico: Roger Machado

Gols: Marlone (A), aos 11 minutos do primeiro tempo

Arbitragem: João Batista de Arruda, auxiliado por Luiz Cláudio Regazone e Eduardo de Souza Couto (trio do RJ)

Cartões amarelos: Fabrício Bruno, Luiz Antônio, Arthur, Apodi e Lourency (C); Brenner, Otero, Rafael Moura, Leonan e Rafael Carioca (A)

Local: Arena Condá, em Chapecó

Público: 9.013

Renda: R$ 179.080,00

Leia todas as notícias sobre a Chapecoense

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAcordeon Festival reúne músicos do Sul do Brasil em show de celebração do instrumento em vários ritmos https://t.co/7OC3rQcCGUhá 29 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioChapecoense confirma amistoso contra Roma em setembro https://t.co/o2kdK6bnmKhá 2 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros