Com Claudinei Oliveira pressionado, Avaí visita o Botafogo no Engenhão - Esporte - O Sol Diário

Série A26/06/2017 | 07h10Atualizada em 26/06/2017 | 07h10

Com Claudinei Oliveira pressionado, Avaí visita o Botafogo no Engenhão

Comandante do Leão precisa fazer o time reagir para deixar a lanterna

Com Claudinei Oliveira pressionado, Avaí visita o Botafogo no Engenhão Arte DC/Arte DC
Foto: Arte DC / Arte DC
DC Esportes
DC Esportes

O Avaí do técnico Claudinei Oliveira vai encarar os 90 minutos mais críticos da temporada até o momento na noite desta segunda-feira. Ao pisar no gramado do Engenhão, no Rio de Janeiro, a partir das 20h, o Leão precisa de uma atuação convincente contra o Botafogo para trazer tranquilidade ao vestiário. Um novo insucesso pode, inclusive, custar o cargo do comandante.

Com o time na lanterna da Série A desde a oitava rodada, o treinador tem a missão de encontrar soluções dentro de campo para fazer a equipe bater de frente com o Botafogo. O clube carioca faz boa campanha e está na metade de cima da tabela de classificação. Jogando em casa, diante da sua torcida, é o grande favorito para o confronto desta noite.

– É uma equipe difícil, que vem de um trabalho desde o ano passado, com uma forma de jogar consolidada. Temos de ter cuidado e atenção. Que tenhamos o rendimento ofensivo melhor, aproveitando desde a primeira chance para colocar a bola para dentro. Temos jogado muito com o placar adverso na competição e mudar isso nos dará alguma tranquilidade – frisou Claudinei.

Número mostram queda de rendimento

Principal responsável pelo acesso do Avaí à Série A, Claudinei Oliveira tem crédito com a diretoria e a torcida. Mas os recentes resultados não deixam dúvidas de que há uma linha descendente no aproveitamento do Leão.

Até a conquista do primeiro turno do Campeonato Catarinense, o treinador somou 30 jogos à frente do grupo azurra, obtendo 19 vitórias e apenas três derrotas. O impressionante aproveitamento de 72,2% contrasta com o que aconteceu a partir do returno do Estadual: foram 21 jogos, com 11 derrotas e seis vitórias – um pífio aproveitamento de 34,9%, que culminou na perda do título do Catarinense e na lanterna da Série A.

Por causa disso, o treinador reconhece que a partida de hoje à noite pode definir o seu futuro.

– A condição de qualquer treinador depende de resultados, essa é a cultura do futebol brasileiro. Estou tranquilo, com a cabeça e confiança tranquilas. Sempre quis o melhor para o clube – disse.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO: Gatito; Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello e Victor Luis; Lindoso, Bruno Silva, M. Fernandes (Dudu Cearense), Montillo; Pimpão e Roger. Técnico: Jair Ventura

AVAÍ: Douglas Friedrich (Kozlinski); Leandro Silva, Betão, Gustavo e Capa; Luan, Judson, Pedro Castro (Willians) e Juan; Junior Dutra (Romulo) e Joel. Técnico: Claudinei Oliveira

Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira, auxiliado por Flavio Gomes Barroca e Vinicius Melo de Lima (trio do RN)
Horário: 20h desta segunda-feira
Local: Engenhão, no Rio de Janeiro

Acesse a tabela do Brasileirão Série A
Leia mais notícias sobre o Avaí

 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros