Com só 26% de aproveitamento em casa, Figueirense recebe o Londrina precisando melhorar desempenho - Esporte - O Sol Diário

Série B27/06/2017 | 06h52Atualizada em 27/06/2017 | 06h52

Com só 26% de aproveitamento em casa, Figueirense recebe o Londrina precisando melhorar desempenho

Aproveitamento do time no Scarpelli está abaixo do esperado 

Com só 26% de aproveitamento em casa, Figueirense recebe o Londrina precisando melhorar desempenho Arte DC/Arte DC
Foto: Arte DC / Arte DC
DC Esportes
DC Esportes

A cada rodada da Série B do Campeonato Brasileiro o técnico Marcelo Cabo tem uma nova tarefa para lidar na sua lista de objetivos. Se o treinador teve êxito ao dar fim à sequência de derrotas ao empatar com o Santa Cruz por 1 a 1, fora de casa, no sábado, desta vez há uma nova meta diante do Londrina, a partir das 21h30min desta terça-feira, no Estádio Orlando Scarpelli: melhorar os números do Figueirense dentro de seus domínios.

Até agora, o time não faz jus ao apelido de Furacão na competição. Em cinco jogos diante da própria torcida, em Florianópolis, conquistou apenas uma vitória, perdeu três vezes e obteve um empate. O aproveitamento de 26,6% dos pontos disputados em casa é muito pouco para quem iniciou a competição com o foco no acesso à elite.

Os números dos clubes catarinenses nesta década comprovam a urgência que a equipe tem de vencer no Scarpelli. De 2010 para cá, foram seis acessos das equipes de Sabta Catarina à Série A – incluindo dois do próprio Figueirense, em 2010 e 2013. O aproveitamento destes times dentro de casa sempre fui superior aos 70%.

Foto: Arte DC / Arte DC

Números não empolgam torcida

A falta de bons resultados que se arrasta desde o ano passado também tem afastado o torcedor do estádio. Sem a presença da massa alvinegra, o time perde um importante aliado para pressionar os adversários e conquistar as vitórias.

A média de público nas cinco primeiras partidas foi de 3.664 torcedores por duelo. No último encontro com o time em Florianópolis, diante do Luverdense, menos de 3 mil pessoas foram até o Orlando Scarpelli para testemunhar a derrota por 3 a 2 diante da equipe do Mato Grosso.

Para o grupo do Figueirense, a resposta está dentro de campo. Embora reconheça que o momento não é bom, o time mantém a confiança de que é possível reverter o quadro, conforme destacou o zagueiro Marquinhos, ontem, em entrevista coletiva.

– Passamos situações complicadas na Série A, em 2014, quando começamos muito mal e falaram que estávamos rebaixados. Por ser uma equipe que muitos apostavam que estaria brigando lá em cima depois de tanto tempo na Primeira Divisão, é complicado (o momento). Agora é falar o menos possível. Temos um grupo de qualidade, mas precisamos mostrar em campo – disse o defensor do Figueira.

FICHA TÉCNICA

FIGUEIRENSE: Thiago Rodrigues; Dudu, Bruno Alves, Marquinhos e Julinho, Zé Antônio, Dudu Vieira e Marco Antônio; Jorge Henrique, Robinho e Henan. Técnico: Marcelo Cabo

LONDRINA: César; Reginaldo, Silvio, Matheus e Ayrton; Rômulo, Bidía (Rafael Gava) e Celsinho; Fabinho (Marcinho), Artur e Jonatas Belusso. Técnico: Claudio Tencatti

Arbitragem: Alinor Silva da Paixão, auxiliado por Fabio Rodrigo Rubinho e Renan Antonio Angelim Rodrigues (trio do MT).
Horário: nesta terça-feira, às 21h30min.
Local: Estádio Orlando Scarpelli.

Leia mais notícias do Figueirense

 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros