Contra reservas do Atlético-MG, Chapecoense busca recuperação - Esporte - O Sol Diário

Série A25/06/2017 | 07h30Atualizada em 25/06/2017 | 07h30

Contra reservas do Atlético-MG, Chapecoense busca recuperação

Má fase do Verdão é marcada por goleadas nos últimos jogos

Contra reservas do Atlético-MG, Chapecoense busca recuperação Arte DC/Arte DC
Foto: Arte DC / Arte DC

Contra um Atlético-MG com apenas um titular, Rafael Carioca, a Chapecoense tenta neste domingo, às 19h, na Arena Condá, se recuperar dos 5 a 1 sofridos diante do Flamengo, no meio da semana e voltar a subir na tabela de classificação no Brasileirão.

A segunda goleada sofrida no campeonato, junto com os 6 a 3 do Grêmio, deixou a Chapecoense com a segunda pior defesa do campeonato, com 18 gols sofridos em nove rodadas – média de dois por partida.

As quatro derrotas nos últimos cinco jogos começam a pressionar o técnico Vagner Mancini, apesar da conquista do título catarinense. É que a Chapecoense chegou a figurar na primeira posição no início do campeonato e agora despencou para a décima.

Tanto que na sexta-feira o treinador nem foi escalado para a coletiva, como normalmente ocorre. O diretor executivo Rui Costa foi quem deu entrevista, para defender o trabalho do comandante da equipe.

– É um treinador que nos trouxe até aqui, tem um título em três meses, é maduro, sabe lidar com essas situações. Nossa equipe não desaprendeu a jogar, não falta trabalho – disse Rui Costa.

A direção também entende que há necessidade de reforços para o Campeonato Brasileiro, situação que foi agravada com as lesões de Amaral, Moisés Ribeiro, Osman, João Pedro, Andrei Alba e Nadson.

O treinador disse que todo mundo está chateado, mas que o momento é para ter calma e atitude, pois, apesar da goleada sofrida, não dá para dizer que está tudo errado.

Um fato inusitado é que o técnico vai enfrentar seu filho, Matheus, que ganha oportunidade na zaga do time atleticano.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE: Jandrei, Apodi, Victor Ramos (Luiz Otávio), Grolli e Reinaldo; Andrei Girotto, Luiz Antônio e Seijas; Rossi, Wellington Paulista e Arthur. Técnico: Vagner Mancini

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Yago, Rodrigão, Matheus Mancini e Leonan; Rafael Carioca, Roger Bernardo, Marlone Valdívia e Otero; Rafael Moura. Técnico: Roger Machado

Arbitragem: João Batista de Arruda, auxiliado por Luiz Cláudio Regazone e Eduardo de Souza Couto (trio do RJ)

Local: Arena Condá, em Chapecó

Leia todas as notícias sobre a Chapecoense

O Sol Diário
Busca