Na finalíssima da Liga Ouro, Joinville aposta no condicionamento físico para vencer a final contra o Botafogo - Esporte - O Sol Diário

Esporte30/06/2017 | 07h15Atualizada em 30/06/2017 | 07h15

Na finalíssima da Liga Ouro, Joinville aposta no condicionamento físico para vencer a final contra o Botafogo

Quinto e decisivo jogo entre as duas equipes será nesta sexta-feira

Na finalíssima da Liga Ouro, Joinville aposta no condicionamento físico para vencer a final contra o Botafogo Satiro Sodré/SSPress,Botafogo
Foto: Satiro Sodré / SSPress,Botafogo

Um hiato que dura desde o fim da temporada de 2012/2013 do Novo Basquete Brasil (NBB) pode acabar nesta sexta-feira, a partir das 20h. Cidade com tradição no basquete, Joinville decide diante do Botafogo, no Rio de Janeiro, um lugar ao sol na elite da modalidade. Quem vencer e desempatar a série, que está em 2 a 2 na decisão da Liga Ouro, ganha o direito de atuar a próxima temporada entre os grandes.

No papel, os cariocas são os favoritos. Têm mais orçamento, jogadores mais rodados e terminaram a fase de classificação na primeira colocação, o que deu o direito de decidir em casa a derradeira partida da final. Mas Joinville tem outros aspectos a favor: atua sem pressão, já venceu o Alvinegro duas vezes no Rio de Janeiro no torneio e tem um elenco composto por jogadores mais jovens, que, em teoria, chegam menos desgastados para o confronto de hoje. É nisso que aposta o técnico George Salles.

Foto: Arte DC / Arte DC

– A gente sabia que, se quisesse ter alguma chance, teríamos que tentar ir para o jogo 5. O Botafogo tem uma equipe mais velha. Tem jogadores mais experientes, mas tem uma média de idade mais avançada. Eles vão estar em casa, é o Botafogo, tem torcida de futebol. É deles a total responsabilidade de ganhar. Mas isso não nos incomoda, pois já ganhamos duas vezes e temos toda a condição de vencer mais uma – aposta o treinador do time joinvilense.

Enquanto o Fogão investiu pesado para conquistar o acesso ao NBB, o time catarinense aposta na receita caseira. A maioria da equipe é composta por atletas formados nas própria categoria de base, "repatriados" para defender as cores da cidade. Um destaque é o ala Felipe Vezaro, que tem sido um dos jogadores mais eficientes da equipe. Outra peça importante, o armador Jefferson Socas contundiu-se no jogo 4 e é desfalque. Apesar de sua ausência desde o início do jogo, o time do Norte de SC venceu o confronto anterior.

Já o Botafogo deposita suas fichas no time de craques liderado pelo norte-americano Jamaal, que chegou a marcar 30 pontos no jogo 2 da série.

– Temos um time de "garotos irresponsáveis", pelo jeito que jogam, para se divertir. Vamos defender e atacar sem medo, que é nossa característica – garante Salles.

Na página do Basquete Inspira SC, há outras informações a respeito da reta decisiva da Liga Ouro. Confira no site www.globoesporte.com/basquetesc.


Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBetão destaca atuação do Avaí: "Dentro da nossa proposta, fizemos uma boa partida" https://t.co/XJTmlbUe5Ghá 31 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAvaí segura o Flamengo e traz um ponto do Rio de Janeiro https://t.co/HxXreeBJF8há 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros