Avaí perde para o Coritiba e quebra a sequência invicta no Brasileirão - Esporte - O Sol Diário

Série A13/07/2017 | 22h56Atualizada em 13/07/2017 | 23h21

Avaí perde para o Coritiba e quebra a sequência invicta no Brasileirão

Leão poderia sair da Z-4, mas termina jogo derrotado por 4 a 1

Avaí perde para o Coritiba e quebra a sequência invicta no Brasileirão Leo Munhoz/Agencia RBS
Equipe azurra perde chance de deixar zona de rebaixamento e é derrotado em casa Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Durou apenas três partidas a invencibilidade do Avaí no Campeonato Brasileiro. Na noite desta quinta-feira, a equipe azurra perdeu por 4 a 1 para o Coritiba, na Ressacada. Paredão nos últimos jogos, o goleiro Douglas ainda falhou em um dos tentos dos paranaenses. Pelos resultados da rodada, o Leão sairia da zona de rebaixamento com a vitória que não ocorreu, e frustrou a maior parte dos 6.776 torcedores que estiveram no estádio em Florianópolis.

Tivesse vencido, o Avaí teria um confronto direto na próxima rodada, pela 14ª rodada. O conjunto azurra vai a Salvador para enfrentar o Bahia às 19h de domingo. O Coritiba encara o Fluminense, no mesmo dia e hora, no Couto Pereira.

Com Marquinhos de volta aos titulares, o Avaí se propunha ao jogo. No entanto, em um intervalo curtíssimo, dois fatos mexeram no placar. Neto Berola entrou na vaga de Iago, lesionado. O atacante do Coritiba seria derrubado dentro da área por Judson e a penalidade máxima foi assinalada. Da marca fatal, Kleber, o Gladiador, botou no barbante. A invencibilidade do goleiro Douglas teve fim após três jogos e 10 minutos. O Leão respondeu sem demora, em lance possível apenas pela presença de M10.

Próximo da bandeirinha de escanteio, o capitão azurra bateu falta fechadinha e o goleiro Wilson aceitou, por baixo das pernas. A igualdade, porém, durou pouco. Pouquíssimo. No minuto seguinte, aos 19, Neto Berola desequilibrou outra vez. Ele entrou na área e rolou para Rildo encher o pé e as redes do Leão. Aturdido, o Avaí buscou novo empate, mas não conseguiu criar lance contundente.

Passados 10 minutos, Claudinei Oliveira colocou o atacante Willians na vaga de Romulo. Era a tentativa de fazer algo, porque o Avaí seguia inoperante. Entraram também Pedro Castro e Lucas Otávio pouco depois. Douglas chegou a ser exigido e segurava o placar. Até os 34. O goleiro azurra deixou escapar a bola vinda em cobrança de falta e Rildo, de novo. Nos acréscimos, Henrique Almeida ainda mexeu pela última vez no placar da Ressacada. 

FICHA TÉCNICA

AVAÍ - 
Douglas; Leandro Silva, Alemão, Betão e Capa; Judson (Lucas Otávio), Wellington Simião; Marquinhos (Pedro Castro) e Juan; Romulo (Willians) e Júnior Dutra. Técnico: Claudinei Oliveira. 

CORITIBA -
Wilson; Rodrigo Ramos, Marcio, Walisson Maia e Thiago Carleto; Jonas, Matheus Galdezani e Anderson; Rildo, Kleber (Henrique Almeida) e Iago (Neto Berola) (Edinho). Técnico: Pachequinho.

GOLS: Marquinhos, aos 18 do primeiro tempo (A). Kleber, aos 10 do primeiro tempo, Rildo, aos 19 do primeiro tempo e aos 34 do segundo tempo e Henrique Almeida, aos 47 do segundo tempo (C)

CARTÕES AMARELOS: Juan e Judson (A). Anderson e Marcio (C). 

ARBITRAGEM: Raphael Claus, auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (trio de SP).

BORDERÔ: 6.776 torcedores (total), para uma renda de R$ 154.642,00

LOCAL: Ressacada, em Florianópolis

Acesse a tabela do Brasileirão Série A 
Leia mais notícias sobre o Avaí

 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros