Chapecoense empata com o Atlético-PR na Arena Condá  - Esporte - O Sol Diário

Série A09/07/2017 | 13h19Atualizada em 09/07/2017 | 14h42

Chapecoense empata com o Atlético-PR na Arena Condá 

Novo técnico, Vinícius Eutrópio, assistiu o jogo no camarote 

Chapecoense empata com o Atlético-PR na Arena Condá  Sirli Freitas / Divulgação/
Foto: Sirli Freitas / Divulgação

No jogo que era para ser a retomada das vitórias a Chapecoense apenas empatou por 1 a 1 com o Atlético-PR, neste domingo, na Arena Condá. Com o resultado o time catarinense vai a 15 pontos e fica próximo da zona de rebaixamento.

Por questões de documentação e por ter sido expulso no seu último jogo pelo Santa Cruz, pela Serie B, o novo técnico da Chapecoense, Vinícius Eutrópio, assistiu a partida do camarote de honra da Arena Condá. Emerson Cris ficou na casamata. Quem também esteve na Arena Condá, nas sociais, foi o atacante Leandro Pereira, que veio do Sport, e deve ser anunciado nesta semana.

Logo a dois minutos ambos viram Sidicley receber na esquerda, driblar Seijas e chutar no canto de Jandrei. Era um início que deixou pasma a torcida, que esperava uma reação com a troca de treinador.

Mas a Chapecoense se recuperou do golpe e foi para o ataque de forma avassaladora. Reinaldo cruzou e Wellington Paulista cobrou com perigo. Apodi voltou aos velhos tempos e ganhava quase todas as jogadas pela esquerda.  Ele só era parado com falta. Numa delas surgiu o primeiro gol. Reinaldo fez a cobrança, a zaga do Atlético afastou e Lucas Marques ficou com a sobra. Ele chutou forte de fora da área e empatou a partida.

– Tive a felicidade de pegar, dominar bem a bola, acertar o chute e conseguir fazer o gol, nem se quisesse ia tão forte assim – surpreendeu-se o jogador.

Minutos depois Apodi fez outra boa jogada e serviu Lucas Marques, que mandou na trave. O jogador que começou ser aproveitado somente nos últimos jogos, virou destaque do time.

O Atlético pouco chegava no ataque. Mas levava perigo, como num voleio de Ederson que passou perto do gol.

No segundo tempo o tempo o time da casa voltou pressionando: Arthur chutou de fora da área, Weverton espalmou, Seijas pegou o rebote e Weverton novamente defendeu.

A Chapecoense insistia em cruzamentos, tentativa de chute de fora da área, mas a zaga do Atlético afastava.

Num contra-ataque Douglas Coutinho ficou cara-a-cara com Jandrei mas o goleiro do Verdão fez uma bela defesa.

A Chapecoense ainda reclamou um pênalti não marcado em Apodi. O time mostrou muita disposição mas não teve eficiência o suficiente para superar a boa defesa do time paranaense. Na próxima rodada a Chapecoense enfrenta o Sport, quinta-feira, em Recife. Volta a jogar na Arena Condá no domingo, contra o São Paulo.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE-1: Jandrei, Apodi (Moisés Ribeiro), Grolli, Victor Ramos e Reinaldo; Lucas Mineiro (Lourency), Lucas Marques, Andrei Girotto e Seijas (Luiz Antônio); Arthur Caíke e Wellington Paulista. Técnico: Vagner Mancini.

ATLÉTICO-PR-1: Weverton, Gustavo Cascardo, Wanderson, Paulo André e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto (Eduardo Henrique), Lucho González (Bruno Guimarães), Nikão e Douglas Coutinho (Nicolas); Ederson. Técnico: Eduardo Baptista.

Gols: Sidicley (A), aos dois minutos; Lucas Marques (C), aos 16 minutos

Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira, auxiliado por Flávio Gomes Barroca e Vinícius Melo de Lima (trio do RN)

Cartões amarelos: Victor Ramos (C); Paulo André, Lucho González e Jonathan(A)

Local: Arena Condá, em Chapecó

Público: 9.689

Renda: R$ 220.290,00

Leia mais notícias sobre a Chapecoense
Confira a tabela da Série A do Brasileirão

 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioAbono salarial ano-base 2016 começa a ser pago na quinta-feira https://t.co/KifBwWVTf7há 36 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioTempo seco aumenta alerta para focos de incêndio em Santa Catarina https://t.co/gslCGRroIxhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros