Jandrei se destaca, mas não evita derrota da Chapecoense para o Santos - Esporte - O Sol Diário

Tropeço19/07/2017 | 21h32Atualizada em 19/07/2017 | 21h57

Jandrei se destaca, mas não evita derrota da Chapecoense para o Santos

Verdão do Oeste jogou bem, mas perdeu para o Peixe por 1 a 0

Jandrei se destaca, mas não evita derrota da Chapecoense para o Santos GUILHERME DIONíZIO/estadão conteúdo
Goleiro Jandrei salvou o time em vários momentos, mas foi vencido por Vecchio no início do segundo tempo Foto: GUILHERME DIONíZIO / estadão conteúdo

A presença do preparador de goleiros da Seleção Brasileira Taffarel na arquibancada da Vila Belmiro pode ter servido de motivação para o goleiro Jandrei. O camisa 93 da Chapecoense foi o destaque de um jogo que muitas alternativas, mas de apenas um gol. Vecchio, depois de muita insistência do Santos, marcou o 1 a 0 na Vila Belmiro. O próximo compromisso do Verdão do Oeste também é fora de casa. Sábado, às 16h, o time enfrenta o Vitória no Barradão, pela 16ª rodada da Série A do Brasileirão

Antes de a bola rolar na Vila Belmiro, o técnico Levir Culpi disse em entrevista à beira do gramado que esperava uma Chapecoense retrancada e apostando nos contra-ataques. Ele estava enganado. Com um minuto de jogo, o Verdão do Oeste já havia colocado o goleiro Vanderlei para trabalhar num chute de Lucas Mineiro. Pouco depois foi a vez de Diego Renan testar o goleiro santista em uma pancada de fora da área. 

Parecia que a Chape jogava em casa. Marcando no campo do adversário, a equipe de Vinícius Eutrópio surpreendeu Levir Culpi. O time catarinense chegava sempre com no mínimo três jogadores, e defendia-se sem que os santistas ameaçassem Jandrei. Em lance individual, Apodi fez fila pela direita e, de perna esquerda, bateu para fora. O Peixe teve a primeira chance quase na metade do primeiro tempo, após passe de Lucas Lima que Copete não conseguiu dominar e a zaga afastou. 

Com o Verdão tomando a iniciativa do jogo, o Santos tentou aproveitar os contra-ataques. Em um deles, Copete foi lançado e cruzou rasteiro. Grolli tentou cortar, mas furou em bola e por pouco Thiago Ribeiro não marcou. Foi a melhor chance do Peixe, que não conseguiu sair da marcação da Chapecoense na etapa inicial. 

E o segundo tempo começou do mesmo jeito. A Chape empurrando o Santos no campo de defesa. Mais perto do gol, o time acertou o travessão em chute de longe de Seijas. Assustado, o Peixe acordou na partida e teve três chances de marcar. Nas duas primeiras, Jandrei defendeu e mostrou que está em boa fase. Na terceira, fez um milagre na Vila Belmiro. No meio-campo, Moisés se atrapalhou e deixou a bola escapar. Lucas Limas saiu livre e tentou desviar do goleiro da Chape, que espalmou no reflexo. 

Pouco depois, em cobrança de escanteio, outra vez Jandrei salvou o Verdão do Oeste ao tirar a bola da cabeça de Vecchio. O goleiro da Chape assumia o protagonismo da partida, que tinha na arquibancada Taffarel. Jandrei só não conseguiu evitar o gol de Vecchio. Após lindo passe de Lucas Lima, o atacante driblou Jandrei e, praticamente sem ângulo, marcou 1 a 0. 

À frente no placar, o Santos passou a se defender e apostar nos contra-ataques. Eutrópio mudou a equipe. Tirou Seijas e colocou Túlio de Melo no ataque. Lucas Mineiro, com cartão amarelo, também saiu para a entrada de Lourency. Voltando de lesão, Wellington Paulista entrou no lugar de Arthur. Mesmo com todas as mudanças, a Chapecoense não conseguiu chegar ao menos ao gol de empate. 

FICHA TÉCNICA

SANTOS: Vanderlei; Matheus Ribeiro, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Vecchio, Yuri (Alison) e Lucas Lima e Copete; Thiago Ribeiro e Kayke (Arthur Gomes). Técnico: Levir Culpi 

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Grolli, Fabrício e Diego Renan; Moisés, Lucas Marques, Lucas Mineiro (Lourency) e Luiz Antônio; Seijas (Tulio de Melo) e Arthur (W. Paulista). Técnico: Vinícius Eutrópio

GOL: Vecchio (S) 

CARTÕES AMARELOS: Lucas Lima, Matheus Ribeiro, Vecchio, Vanderlei (S), Fabrício, Lucas Mineiro (C)

ARBITRAGEM: Dewson Fernando Freitas da Silva, auxiliado por Helcio Araújo Neves e José Ricardo Guimarães Coimbra (todos do Pará)

LOCAL: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)

PÚBLICO: 5.533 pessoas

RENDA: R$ 155.900,00

Leia mais notícias sobre a Chapecoense 
Confira a tabela da Série A do Brasileirão

 
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros