Jovem do Monte Cristo chama atenção dos espanhóis na clínica do Real Madrid em Florianópolis - Esporte - O Sol Diário
 
 

A Espanha é logo ali27/07/2017 | 07h45Atualizada em 27/07/2017 | 07h45

Jovem do Monte Cristo chama atenção dos espanhóis na clínica do Real Madrid em Florianópolis

Ryan Neves, 14 anos, sonha em treinar no gramado do Santiago Bernabéu 

Jovem do Monte Cristo chama atenção dos espanhóis na clínica do Real Madrid em Florianópolis Felipe Carneiro/Agencia RBS
Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

Treinadores da base do atual campeão da Champions League desembarcaram nesta semana em Florianópolis para a segunda edição da clínica de futebol do Real Madrid. Durante os treinos que lotam o campo do Colégio Catarinense nesse veranico ensolarado, cerca de 150 meninos, além de algumas meninas, disputam a atenção dos espanhóis. Entre eles, está um menino de 14 anos que recentemente foi dispensado do Figueirense, o Ryan Neves. Mas o mundo dá voltas e agora o moleque, morador do Monte Cristo, já recebe elogios dos gringos.

O preço para participar do projeto é salgado: R$ 1.200 por uma semana de treinos, mais material esportivo. No final da escolinha, os dois melhores atletas serão contemplados uma nova clínica de futebol, mas no gramado do Santiago Bernabéu, em Madrid. Por isso, assim como no ano passado, o Real ofereceu algumas bolsas para meninos carentes terem a mesma chance. Dessa vez, 14 jogadores do projeto Futebol Escola, do Saco dos Limões, foram contemplados. O Ryan é um deles.

— Temos que pensar que o mundo tem muitas pessoas que estão precisando. E por meio do esporte, tentamos levar um pouco de igualdade. São crianças muito esforçadas e dedicadas. Alguns deles poderão inclusive chegar a ser jogadores profissionais — destaca o compostelano José Monteiro, coordenador da oficina do Real Madrid no Brasil.

É ocaso do Ryan. O garoto começou nas categorias de base do Brusque aos 13. Depois foi para o Figueira, mas devido a uma lesão no tornozelo, acabou sendo dispensado do Furacão. Agora em agosto, embarca para um novo desafio na promissora carreira: vai jogar na base do atual campeão gaúcho, o Novo Hamburgo. No entanto, pode ser que o planejamento do menino seja desviado. Após as aulas desta quarta-feira, o treinador madrilheno Juan José Vallina, o Juanjo, levantou a bola do manezinho.

Juanjo levantou a moral do Ryan Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

— Tens quantos anos? — perguntou em um espanhol marcante ao Ryan
— Catorze.
— Se tu morasses em Madrid estarias jogando muito bem no nosso time sub-15. Eu vou falar com o Sávio pra te dar uma atenção, porque tu mereces — prometeu o treinador, se referindo ao tri campeão europeu Sávio Bortolini, que está promovendo a clínica em Floripa.

O elogio não foi de qualquer um. Juanjo é formado dentro do próprio Real Madrid. Tem experiência em equipes como Real Burgos, Córdoba, Getafe e Real Ávila. Atualmente atua como segundo treinador da equipe juvenil, onde conquistou o mundialito e a liga espanhola da categoria na última temporada.
Indo para o Novo Hamburgo ou não, o Ryan já está se preparando para o tão falado estilo europeu.

— Aqui na escolinha a gente treina com o campo reduzido e é só dois na bola. No Brasil a gente não tem muito essa prática, então é um aprendizado novo e é muito bom que a gente do projeto tenha essa oportunidade — explica Ryan.

Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS

Carreira evolui enquanto Wesley aguarda viagem a Madrid

Na sexta-feira, serão selecionados os dois melhores atletas para uma semana de treinos na Espanha. Junto à dupla, vão se integrar outros dois moleques selecionados na clínica do ano passado. A viagem deve acontecer finalmente nesse ano, em outubro. Um deles é o Wesley França, de 13 anos, morador do Sambaqui e que foi tema de reportagem da Hora de SC.

Durante o ano que passou, o sonho do menino de ser jogador foi ganhando mais corpo. Wesley chegou a ser chamado pelo Figueirense. Mas a mãe do moleque, a cozinheira Daynna França, explica que por causa da idade e da escola, o filho não pode ficar alojado no clube.

_ Depois que ele foi selecionado (pelo Real), muitos clubes nos procuraram, até de fora do estado, de Curitiba. Agora ele está no Orlando City, o antigo Avante (em Santo Antônio de Lisboa), como bolsista. Vai fazer 14 anos em setembro, e aí pode ser que vá para o Figueirense.

Relembre a história do Wesley França


O Sol Diário
Busca