Nos bastidores, o nome de Enderson Moreira é o mais forte para assumir o comando da Chapecoense - Esporte - O Sol Diário

Série A05/07/2017 | 01h47Atualizada em 05/07/2017 | 01h47

Nos bastidores, o nome de Enderson Moreira é o mais forte para assumir o comando da Chapecoense

Verdão está de olho no treinador que está no América-MG

Nos bastidores, o nome de Enderson Moreira é o mais forte para assumir o comando da Chapecoense América-MG / Divulgação/Divulgação
Foto: América-MG / Divulgação / Divulgação
DC Esportes
DC Esportes

A Chapecoense precisa de um novo treinador para o Campeonato Brasileiro. E um nome ganhou força nos bastidores do Verdão: Enderson Moreira. No momento, ele é o preferido da diretoria para dar sequência ao trabalho de Vagner Mancini, demitido do clube após o empate por 3 a 3 com o Fluminense na última segunda-feira. 

Atualmente no América-MG, o perfil de Enderson está dentro daquilo que o clube quer. Apesar de não ter identificação com a Chape em um trabalho anterior, o técnico tem experiência na Série A e estaria dentro do patamar salarial que o time do Oeste gostaria de pagar. 

Enderson se destacou no cenário nacional a partir de 2013, quando comandou o acesso do Goiás para a Série A. Depois disso, acumulou passagens por clubes de grande expressão no cenário nacional. Ele trabalhou no Grêmio, no Santos, no Atlético-PR, no Fluminense, novamente no Goiás e no América-MG, clube que assumiu no ano passado com a difícil missão de escapar do rebaixamento na Série A - quando a matemática já indicava a grande dificuldade da missão.

Apesar de não ter êxito, neste ano ele levou a equipe de Belo Horizonte até a semifinal do Campeonato Estadual. Na Série B, o América-MG ocupa a terceira colocação. Em 11 jogos, conquistou cinco vitórias e quatro empates, e sofreu duas derrotas.

Outros nomes

Outras opções no radar verde são Argel Fucks, Antônio Carlos Zago e Vinícius Eutrópio. O primeiro chegou a ser contatado, mas não é unanimidade. O temperamento do treinador pesa contra. Zago, que vem de um trabalho frustrado no Inter, também é um nome que agradava. Considerado um técnico com futuro promissor, a falta de experiência na Série A é o ponto negativo. Já Eutrópio, que teve uma boa passagem pelo clube em 2015, ainda tem certa rejeição por causa do fracasso com o Verdão no Catarinense daquele ano.

Leia mais notícias da Chape


Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBaleia que morreu em Barra Velha vai integrar acervo do Museu Oceanográfico da Univali https://t.co/ova0wTXP2yhá 6 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioReunião que irá definir fórmula do Catarinense de 2018 está marcada para o dia 6 https://t.co/8hx11OaZTchá 8 horas Retweet
O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros