Nos últimos seis jogos, Leão encontra identidade e melhora o aproveitamento na competição - Esporte - O Sol Diário

Série A21/07/2017 | 08h01Atualizada em 21/07/2017 | 08h02

Nos últimos seis jogos, Leão encontra identidade e melhora o aproveitamento na competição

Leão tem 50% de aproveitamento, desempenho de oitavo lugar

Nos últimos seis jogos, Leão encontra identidade e melhora o aproveitamento na competição Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Duas vitórias, três empates e apenas uma derrota. Nos últimos seis jogos, o Avaí encontrou o caminho no Campeonato Brasileiro e também 50% de aproveitamento dos pontos disputados. Um desempenho que seria capaz de colocar a equipe na metade superior da tabela, a chamada primeira página da classificação, com percentual capaz de estar muito próximo do G-6, o grupo que conquistaria vaga para a Libertadores da América de forma direta ou à fase prévia.

Os 50% equivaleriam algo próximo da oitava ou nona colocação, bem distante da atual 18ª posição. A presença na zona de rebaixamento é consequência dos resultados das nove rodadas iniciais. O Leão conquistou apenas cinco pontos – aproveitamento de 18,5%. A mudança do Avaí, no entanto, não se limitou ao desempenho.

A equipe passou por transformação, neste período, e encontrou sua identidade para lutar contra o rebaixamento, o objetivo inicial do clube na elite nacional. A única derrota nos últimos seis jogos ocorreu justamente quando o técnico Claudinei Oliveira tentou a postura de maior posse de bola e presença no campo de ataque do adversário: perdeu por 4 a 1 para o Coritiba, na Ressacada, pela 13ª rodada.

O treinador apostou na postura que levou a equipe à Série A, de marcação enquanto o adversário tem a bola e de disparada ao ataque ao tomar a posse. Porém, a proposta também funcionou pelo acerto na equipe. Entraram o goleiro Douglas, os meias Wellington Simião e Pedro Castro apareceram mais, o atacante Junior Dutra voltou a ser utilizado e o centroavante Joel se encaixou ao time. Por mais que não sejam atletas do sistema defensivo, deram a solidez que a equipe precisava para suportar as investidas dos adversários e dar consistência para os contra-ataques.

– As equipes têm dificuldade para entrar na nossa área e isso é dedicação dos meias e dos atacantes, temos que manter isso para alcançar sucesso – assegura o zagueiro Alemão.

Foi desta maneira que o Avaí venceu o Botafogo e o Grêmio, fora de casa, e, por último, foi um dos quatro times que conseguiram roubar pontos do líder e ainda invicto Corinthians.

Acesse a tabela do Brasileirão Série A 
Leia mais notícias sobre o Avaí

O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros