Conselho Deliberativo decide nesta segunda-feira futuro do Figueirense - Esporte - O Sol Diário

Fora de campo07/08/2017 | 07h40Atualizada em 07/08/2017 | 09h09

Conselho Deliberativo decide nesta segunda-feira futuro do Figueirense

Dirigentes vão votar a parceria com um grupo de investidores, que prevê contrato de 20 anos

Conselho Deliberativo decide nesta segunda-feira futuro do Figueirense Leo Munhoz/Agencia RBS
Primeira reunião para analisar documento ocorre na semana passada Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS
DC Esportes
DC Esportes

Encarada como a salvação das finanças e garantia de investimentos no futebol, a parceira com o grupo de investidores que transformará o Figueirense em clube-empresa será apreciada pelo Conselho Deliberativo na noite desta segunda-feira. É a votação final. Ou seja, vai decidir se o Figueira assina ou não o contrato, que tem previsão de duração de 20 anos, podendo ser renovado por mais duas décadas. A primeira chamada para a reunião está marcada para as 19h, no Memorial do Orlando Scarpelli. 

Metas, recursos, prazos: o que há na proposta para transformar o Figueirense em clube-empresa

O documento é mantido em sigilo pela diretoria, assim como os nomes dos investidores. Apenas os conselheiros do Figueirense tiveram acesso ao contrato, no auditório do clube. Presidente do Conselho Deliberativo, Nicolau Haviaras disse que o contrato já foi analisado por um escritório de advocacia contratado para avaliar juridicamente o documento, e o resultado foi entregue à comissão de análise e ao conselho fiscal. Ele prevê uma reunião tranquila, com debates e esclarecimentos de dúvidas sobre a parceria. 

— Vejo que os conselheiros conversaram, buscaram esclarecer bastante, ler o contrato, tirando dúvidas nesses últimos dias — contou. 

Uma semana atrás, em reunião extraordinária tensa e com protestos de torcedores no lado de fora do Scarpelli, o Conselho concedeu parecer favorável e aprovou a continuidade dos trâmites. A maioria dos 92 conselheiros presentes votou a favor. Nos últimos dias, os futuros parceiros apresentaram o documento ao conselho fiscal, que buscou apoio de advogados para analisá-lo. Com a entrada de investidores no Figueira, a tendência é que um empréstimo seja concedido para sanar dívidas urgentes. 

Um dos poucos pontos que se tornam públicos é a chegada do matemático Alexandre Bourgeois, ex-São Paulo, que seria CEO ou gerente executivo. Há a promessa de que o time chegará na Libertadores em até cinco anos. 

Vitória não tira o time do z-4

No sábado à noite, o Figueirense quebrou uma série de quatro jogos sem vencer ao bater o Paysandu por 1 a 0. A vitória teve um sabor ainda mais especial por ter sido conquistada fora de casa. O gol da partida foi marcado pelo atacante Robinho, aos 45 minutos da primeira etapa. 

Apesar do bom resultado, o Figueira terminou o primeiro turno na zona de rebaixamento, com 20 pontos ganhos e a três de distância do Santa Cruz, primeiro time fora da zona de descenso. O Alvinegro volta a campo no sábado, às 19h, no Scarpelli, contra o Goiás.

Leia outras notícias do Figueirense
Confira a tabela da Série B do Brasileiro



O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros