Dez a fio: esforço e exaustão na metade do caminho rumo aos 10k - Esporte - O Sol Diário

Desafio12/08/2017 | 09h30Atualizada em 12/08/2017 | 09h30

Dez a fio: esforço e exaustão na metade do caminho rumo aos 10k

Confira a saga do repórter João Lucas Cardoso na preparação para prova de 10k da Maratona Internacional de Florianópolis, em 27 de agosto

Dez a fio: esforço e exaustão na metade do caminho rumo aos 10k Felipe Carneiro/Agencia RBS
Repórter João Lucas está em preparação aos 10k da Maratona Internacional de Floripa  Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS
Foto: Arte DC / Arte DC

Que a exaustão leve à perfeição. Um treinador de futebol, que não me recordo o nome, dizia isso. Espero que seja verdadeiro, porque é assim que fecho a semana de treinamento: exausto, faltando mais duas semanas para a prova dos 10k da Maratona Internacional de Floripa. À medida que ficaram mais intensas, me sentia mais cansado a cada atividade. E ainda estão por vir mais duas semanas de treinamentos até o dia 27, na Beira-Mar Norte de Florianópolis.

Nada grave
Passei bem pela corrida longa e o regenerativo que abriram a semana. Ainda, fui entender o que era a dor que me incomodou dias atrás. Falei com o médico Gabriel Azzini, especializado em medicina esportiva. Não passou de uma pequena contratura em músculo das costas. Recebi o alerta – e que serve também aos corredores tão amadores quanto eu – da necessidade de contar com assistência especializada para encarar um desafio assim.
– O aumento do volume tem de ser gradativo. É importante procurar uma assessoria esportiva. Você tem aumento gradativo nos treinos e precisa de um profissional para monitorar e ver se você está preparado – comentou.

Pesado
Os treinamentos da reta final da semana foram mais duros e específicos. Consegui passar no limite da corrida progressiva, com aumento gradativo da velocidade a cada um dos seis quilômetros, mas não resisti aos treinos de tiros. Das quatro vezes de 800 metros em alta velocidade, só metade foi completada com êxito. Terminei exausto, mas com a esperança de render mais na próxima semana.

Toca Raul!
Aqueles que acompanham o desafio pela internet podem ter percebido que costumo treinar com fones de ouvido. Sempre foi assim: com o celular no braço e preso por um dessas braçadeiras facilmente encontradas à venda. Escuto as informações da atividade e músicas. É uma preferência particular e com aval do coach Cláudio Vicente. 

– Alguns têm desempenho melhor quando distraem a mente. Outros precisam sentir a atividade física – diz ele. 

Dito isso, fique à vontade para enviar sugestões à minha playlist, pelo e-mail joao.lucas@diariocatarinense.com.br.

Confira no vídeo como foram os últimos treinamentos.

Acompanhe
Na edição de fim de semana do Diário Catarinense, na rádio CBN e aqui no site do DC, o leitor acompanha a saga do repórter João Lucas Cardoso. O jornalista de 35 anos está em preparação para encarar a prova de 10 quilômetros da Maratona Internacional de Floripa, no dia 27, e conta sobre os treinamentos, dá dicas sobre preparação e relata aprendizados.

Leia mais:
Dez a fio: repórter vai encarar os 10k da Maratona Internacional de Floripa
Dez a fio: repórter aprende a dosar esforço e a seguir com disciplina os treinamentos
Dez a fio: primeiras dores causam mudança no plano de treinamentos
Dez a fio: motivado por "perebas" na retomada dos treinamentos

O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros