Em apresentação, diretor do Figueira indica volta de Fernandes: "ídolos precisam ser cuidados" - Esporte - O Sol Diário

Série B10/08/2017 | 16h06Atualizada em 10/08/2017 | 16h08

Em apresentação, diretor do Figueira indica volta de Fernandes: "ídolos precisam ser cuidados"

Fred Mourão assume chefia do departamento e pretende fazer com que ex-jogador trabalhe no clube, ainda sem função definida

Em apresentação, diretor do Figueira indica volta de Fernandes: "ídolos precisam ser cuidados" Divulgação/Figueirense FC
Fred Mourão fala como diretor de marketing do Figueirense Foto: Divulgação / Figueirense FC
DC Esportes
DC Esportes

Figueirense apresentou nesta quinta-feira seu novo diretor de marketing. Fred Mourão acenou com a ideia de promover o retorno do ex-jogador Fernandes ao clube, ainda sem função definida. Assim como outras situações do clube, Mourão pretende conhecer um pouco mais, entender o funcionamento e avaliar aplicações, mas não escondeu que é uma possibilidade de ter o ídolo da torcida trabalhando no Alvinegro.

— No primeiro momento que colocamos o pé no Figueirense, surgiu o questionamento de Fernandes. Não sabíamos da história, o que tinha acontecido. E nosso ponto é que a história do clube tem que ser mantida, os ídolos precisam ser muito bem cuidados. Recebemos a informação do que estava acontecendo e não sei se vocês lembram, em 2013, o Zico não entrava na Gávea, estava brigado. Com ídolo não se cria atrito, se conversa. Se houver algum desgaste, você tenta buscar uma posição comum. O ídolo continua, a administração muda. Se ele vai estar com a gente no sábado, o que vai acontecer, estamos negociando. Mas vamos fazer o possível para que os ídolos do Figueirense sejam bem tratados — disse.

Fernandes foi dispensado do Figueirense em 2012, por Wilfredo Brillinger Foto: Charles Guerra

Mourão é o diretor de marketing contratado pela empresa que assumiu a administração do Figueirense a partir da última terça-feira. O gerente da pasta, Fernando Kleimmann, continua no posto e responde ao diretor que trabalhou no Flamengo até junho de 2015. O gerente também é defensor da ideia, que parece tomar forma em prol de um objetivo claro: resgatar confiança e presença da torcida.

— Queremos aproximar a torcida do clube. Na prática, em momento adverso eles podem estar juntos com a gente, alguns podem trabalhar com a gente, claro, se tiverem capacidade técnica. Em alguns clubes se usam ídolos do passado nas áreas sociais, é um ganho para os dois lados. O ídolo tem a valorização do seu tempo e é passado para as novas gerações com espaço, ele volta a estar na vitrine – completou a nova peça alvinegra.



Leia outras notícias do Figueirense

Confira a tabela da Série B do Brasileiro




O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros