"Estou realizando um sonho pela segunda vez", afirma Alan Ruschel - Esporte - O Sol Diário
 
 

#ForçaChape03/08/2017 | 16h29Atualizada em 03/08/2017 | 16h47

"Estou realizando um sonho pela segunda vez", afirma Alan Ruschel

Alan Ruschel deu entrevista coletiva sobre a partida contra o Barcelona, que marca seu retorno aos jogos depois da tragédia do ano passado

"Estou realizando um sonho pela segunda vez", afirma Alan Ruschel Sirli Freitas/Chapecoense
Alan Ruschel estará no time da Chapecoense que disputará a taça Joan Gamper, na Espanha Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

Era 17 de dezembro quando Alan Ruschel esteve na sala de imprensa da Arena Condá para dar entrevista coletiva. O lateral-esquerdo falou como sobrevivente do acidente aéreo ocorrido na Colômbia, dias antes. Nesta quinta-feira, dia 3 de agosto — quase oito meses depois —, voltou ao local para falar como jogador. Ele volta a disputar uma partida na segunda-feira: contra o Barcelona, no Camp Nou. 

Atrás dos microfones, nesta quinta-feira, o jogador balançava o pé enquanto o presidente da Chapecoense, Plínio David De Nes Filho, falava. Ruschel estava ansioso. Depois de tanto tempo, conta os minutos para voltar a ser um atleta — de fato — novamente.

— É muita felicidade poder voltar a jogar, é muito diferente da coletiva que dei no dia  17 de dezembro, quando saia do hospital. Estou feliz por poder realizar um sonho pela segunda vez. A primeira, foi quando me tornei atleta profissional.  Voltar a jogar é outro sonho, dá um friozinho na barriga, bate a ansiedade — afirmou Ruschel.

O jogador agradeceu a todos que colaboraram para que pudesse viver e sentir o momento, de quem esteve com ele na Colômbia aos funcionários do clube, médicos, fisioterapeutas e equipe de preparação física.

— O processo de recuperação foi longo mas não posso reclamar, pois Deus me deu a oportunidade de estar aqui para enfrentar as dificuldades — destacou.

Alan disse sentir que está no mesmo nível dos atletas que não estão jogando, e em nível abaixo dos titulares. Porém, acredita que terá condições de atuar entre 35 e 40 minutos. Ainda assim, poder enfrentar o Barcelona é outro sonho que vai ser realizado. Também será a oportunidade de homenagear os amigos que perdeu na tragédia.

— É um jogo único, histórico. Não vou estar jogando só por mim, mas pelos que não estão mais aqui, pelo Follmann, pelo Neto, pela minha família e pelos amigos todos que torceram e oraram por mim. 

Nesta volta aos gramados, não quer piedade. Ruschel espera apenas o respeito, e como atleta. Vai buscar voltar a jogar em alto nível para conquistar seu espaço no time, fazer do jogo na Espanha o primeiro dos próximos da carreira.  Apesar de todas as homenagens, não vai querer perder o amistoso. 

Ainda que em entrevista, Alan Ruschel mostrou que voltou  a ser atleta.

Leia também:

"Não adio mais nada na minha vida", diz Alan Ruschel, prestes a voltar a jogar

Lateral Alan Ruschel participa de jogo-treino

"É um momento ímpar poder voltar", diz Alan Ruschel após jogo-treino

O Sol Diário
Busca