"Quero fazer gols, sou cobrado para isso e me cobro", frisa Willians, do Avaí - Esporte - O Sol Diário

Série A14/08/2017 | 17h50Atualizada em 14/08/2017 | 17h50

"Quero fazer gols, sou cobrado para isso e me cobro", frisa Willians, do Avaí

Jogador deu o passe para o único gol do jogo no Barradão, marcado por Junior Dutra

"Quero fazer gols, sou cobrado para isso e me cobro", frisa Willians, do Avaí TIAGO CALDAS/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO
Avaí voltou de Recife com os três pontos na bagagem Foto: TIAGO CALDAS / FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO
DC Esportes
DC Esportes

Ainda saboreando o triunfo sobre o Vitória por 1 a 0, fora de casa, o Avaí tem pela frente uma semana de trabalho até o próximo compromisso pela Série A do Campeonato Brasileiro. Autor do passe para o gol de Junior Dutra, Willians Santana lembrou nesta segunda-feira do abraço que recebeu do técnico Claudinei Oliveira ao deixar o gramado do Barradão, no sábado. 

— Eu disse a ele que estou aqui para ajudar. Gol é importante, mas até o fim do campeonato, se eu der assistências, vou ficar feliz se o Avaí ficar na primeira divisão. Vou continuar trabalhando para isso — contou o jogador na entrevista coletiva. 

Willians disse ainda que agradece o Leão pela oportunidade e que sua meta é ajudar a equipe.

— Venho trabalhando cada dia e agradeço ao Avaí pela oportunidade, e por ter acreditado em mim. Quero fazer gols, sou cobrado para isso e me cobro. Mas estou aqui para ajudar. Fico feliz com assistência para o gol para a vitória, fico feliz em ajudar — disse.

O Avaí volta a campo no domingo para enfrentar o São Paulo, às 16h, na Ressacada. Em 18º lugar com 21 pontos, um a menos que Chapecoense (17º) e São Paulo (16º), o Leão pode deixar o Z-4 em caso de vitória. 

— Contra o São Paulo vai ser jogo mais importante até agora, porque podemos sair da zona de rebaixamento. Temos de fazer uma boa semana, estarmos concentrados e depois tem a partida contra a Chapecoense, que é importante para nós também para sair — afirmou.

Willians também destacou o apoio dos colegas de time e da importância da união para as vitórias. Disse que se sente bem, ¿mais solto¿, e espera com os companheiros ajudar a equipe a sair da degola do Brasileirão. 

— O grupo aqui é muito bom. Trabalhamos em equipe em que jogadores não se cumprimentam ou não se respeitam. Aqui é bom e nosso momento é bom para sair desta situação. Um grupo bom e que não merece estar nesta situação.

Acesse a tabela do Brasileirão Série A 
Leia mais notícias sobre o Avaí


Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioInvestidores do Figueirense vão processar Alex Bourgeois, ex-CEO https://t.co/KAk2xyisS6há 24 minutosRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioFigueirense acerta a renovação de Zé Antônio, Jorge Henrique, João Paulo e André Luís https://t.co/QBWk3rh6tEhá 1 horaRetweet
O Sol Diário
Busca