Veja os possíveis heróis da Chape em duelo contra o Avaí - Esporte - O Sol Diário

Série A26/08/2017 | 08h17Atualizada em 26/08/2017 | 08h17

Veja os possíveis heróis da Chape em duelo contra o Avaí

Jandrei, Reinaldo e Túlio de Melo são os principais nomes da equipe azurra no duelo das 19h deste domingo, na Ressacada

João Lucas Cardoso
João Lucas Cardoso

joao.lucas@somosnsc.com.br

Chapecoense vai enfrentar o Avaí em outro jogo decisivo. Depois de faturar o título catarinense sobre o Leão, em maio, agora a briga entre as equipes são por pontos valiosos na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Para o duelo das 19h deste domingo, na Ressacada, O Verdão do Oeste tem três candidatos a heróis na partida. O goleiro Jandrei é sinônimo de luta. O lateral-esquerdo Reinaldo tem as melhores condições para voltar a ter o destaque do primeiro semestre. O atacante Túlio de Melo é perigo na bola alta. 

Confira a seguir um pouco mais deste três candidato a estrelas verdes no confronto

Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

Jandrei, o samurai de luvas
Praticamente um ilustre desconhecido, contratado para o que tinha cara de ser a terceira opção para a camisa 1. O visual que remete ao de um samurai, pelo corte de cabelo, foi mais um fator que fez ser visto com desconfiança. O goleiro mostra o quão dinâmico é o futebol. Há exatamente um ano, o palco eram os surrados gramados do interior de Santa Catarina, na disputa da segunda divisão do Catarinense. Hoje, defende o Verdão na Arena Condá. Teve a luta recompensada.
Na Série A, assumiu o posto depois de Artur Moraes deixar de passar segurança e de Elias ser experimentado. Começou brilhando na estreia, contra o Corinthians, e teve atuação de gala na vitória sobre o Cruzeiro. Foi titular em todas as partidas da equipe na competição e tem a confiança para seguir adiante em sua luta sob os paus.

Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

Túlio de Melo, o acrobata
Com a baixa assiduidade de Wellington Paulista com as redes, o posto de comandante de ataque foi para o jogador que conhece o peso de vestir a camisa da Chapecoense. Fez parte do elenco que terminou a Série A na 14ª colocação em 2015. Sabe da batalha que a equipe trava no momento e não a teme. Naquela temporada, marcou cinco vezes, foi destaque no jogo aéreo. E continua a inspirar perigo às redes dos adversários. Chamado pela Chape para contribuir na reconstrução do clube, nesta temporada fez a equipe chegar ao fundo do barbante em 10 oportunidades de finalização, sendo três no Brasileirão. A experiência e, sobretudo, a estatura (1,93m) vão exigir cuidados da zaga avaiana.

Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

Reinaldo, o rei da lateral
Melhor lateral-esquerdo e proprietário do troféu de segundo lugar no prêmio de craque do Catarinense, Reinaldo era um dos protagonistas da equipe verde no primeiro semestre. Não perdeu a condição de titular conquistada, mas não tem tido as atuações de tanto destaque de outrora. Não perdeu um artifício ofensivo importante, o arremesso lateral para os jogadores de ataque, ainda que identificado pelos adversários, mais atentos na marcação. O gol de Luiz Antonio, que daria o título estadual sobre o Leão, partiu do lado do jogador. O reencontro com o Avaí pode reativar as atuações de gala. Inclusive, no primeiro embate entre os times neste Brasileirão, ele guardou um na vitória por 2 a 0 na Arena Condá – o outro foi de Wellington Paulista.

Leia mais sobre a Chapecoense

Confira a tabela de classificação da Série A


O Sol Diário
Busca
clicRBS
Nova busca - outros