Criciúma e Figueirense fazem o último clássico entre catarinenses no ano - Esporte - O Sol Diário

Série B26/09/2017 | 06h30Atualizada em 26/09/2017 | 15h16

Criciúma e Figueirense fazem o último clássico entre catarinenses no ano

Tigre recebe Alvinegro, às 19h15min desta terça-feira, no Heriberto Hülse

Criciúma e Figueirense fazem o último clássico entre catarinenses no ano Artes DC/Artes DC
Foto: Artes DC / Artes DC
João Lucas Cardoso
João Lucas Cardoso

joao.lucas@somosnsc.com.br

Criciúma e Figueirense protagonizam nesta terça-feira, às 19h15min, o último duelo entre times de Santa Catarina na temporada. O jogo será na casa do Tigre, o Heriberto Hülse. Os mandantes estão na batalha para estarem mais próximos do grupo de acesso à elite do futebol nacional. Os visitantes tentam a segunda vitória seguida com Milton Cruz no comando técnico para tentarem sair da zona de rebaixamento nesta 26ª rodada. Carvoeiros e Alvinegros têm seus atacantes, Silvinho e Ty Sandows, respectivamente, como armas para alcançarem o triunfo necessário para as pretensões nesta reta final da Série B do Campeonato Brasileiro.

O lado do goleador 

Silvinho não é a referência na área, é atacante de lado que costuma dar assistência ao centroavante. Mas o jogador está em ótima fase e não quer saber de funções pré-estabelecidas. Quando vê a oportunidade, aproveita, e é o artilheiro do Criciúma na Série B, com oito gols. Hoje à noite, diante do Figueirense no Heriberto Hülse, ele espera deixar a marca dele no duelo catarinense e ajudar o Tigre a se manter na briga pelo acesso.

CRICIÚMA, SC, BRASIL 25/09/2017, ESPORTE: Treino do Criciúma para o jogo contra o Figueirense, pelo Campeonato Brasileiro de Futebol da segunda divisão.
Silvinho é o artilheiro do Tigre na Série B Foto: CAIO MARCELO / Especial

O jogo em casa marca a estreia do técnico Beto Campos diante do torcedor, uma semana depois da chegada do comandante ao clube. Foram poucos dias de convívio com os atletas e somente quatro oportunidades de treino, mas o treinador conta com a qualidade de Silvinho para buscar mais uma vitória — e servir de espelho — para o crescimento do grupo nesta reta final de competição.

— É um atleta que tem qualidade, está em um momento muito bom, com confiança, e isso é ótimo para nós. Espero que ele possa continuar assim e outros atletas também, que o acompanhem. Foi importante essa vitória (contra o CRB) também para a retomada de confiança. A equipe mudou alguns atletas dos jogos anteriores e faltava um pouquinho também de ritmo, tanto que alguns tiveram que sair durante a partida. Mas a situação do Silvinho é superimportante para nós, também passando essa confiança para todo grupo — comentou o treinador.

No treino de ontem, o último antes da partida, Silvinho fez boas jogadas pela esquerda e cruzou na medida para Caio Rangel balançar a rede, na volta do jogador aos treinamentos. Pelo outro lado, ele trocou figurinha com Alex Maranhão nas cobranças de falta e escanteios, aparecendo como opção. Além do capricho nas bolas paradas, marcou três gols: dois deles após cruzamento e um chegando de trás, em velocidade. No campeonato, o atacante conseguiu marcar duas vezes em uma mesma partida, na vitória por 2 a 1 contra o Náutico.

Diante do Figueirense, Beto vai manter o time que iniciou a vitória de virada sobre o CRB. Ele chegou a testar Caio Rangel no meio, João Henrique na lateral-esquerda e Diogo Mateus na direita, mas voltou à formação inicial. Gostou do desempenho do meio-campo, e por isso não vai promover mudanças no setor. Na frente, ele conta com Silvinho e Lucão, que juntos já marcaram 15 gols, para conquistar três pontos em casa.

— O clássico são jogos diferentes, pois envolve um Estado, como é esse, então já é uma grande diferença de um jogo normal. Temos que estar muito atentos para que erremos o mínimo. Os erros vão acontecer, mas que sejam mínimos para que a equipe se saia melhor — comentou o treinador.

 Sair do Z-4 com velocidade

Basta que a bola se aproxime para que a velocidade aumente. A juventude obviamente contribui, mas é a agilidade que marca Ty Sandows. Sob o jogador de 22 anos está a esperança de fazer o Figueirense diferente em campo e na classificação na Série B do Campeonato Brasileiro. A estreia, no último sábado, causou este sentimento e os alvinegros esperam pela repetição nesta terça-feira, no duelo no Sul de Santa Catarina.

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL, 25-09-2017: Treino do Figueirense no CT do Cambirela. Na foto Ty Sandows.
Ty Sandows dá esperança à torcida alvinegra depois de apenas um jogo, o da estreia com golFoto: Leo Munhoz / Diário Catarinense

Ty tem apenas um jogo com a camisa preta e branca, o recente 2 a 0 sobre o ABC. Uma partida foi o bastante para depositar confiança nele por causa da situação da equipe na competição. O Figueira está estagnado na zona de rebaixamento há três meses. Porém, deu sinais de que pode deixar a área desconfortável da classificação no compromisso passado, e que teve gol do jogador — seu primeiro como profissional. O pouco é o bastante para renovar a confiança do conjunto e da torcida.

— Ele é um jogador versátil e rápido, tem técnica, Vai nos ajudar bastante. Neste último jogo fez a diferença para nossa equipe – corrobora o volante Patrick.

No último treinamento antes do confronto em Criciúma, Ty fazia a atividade acelerar quando a bola rondava sua posição ou chegava nos seus pés. O técnico Milton Cruz colocou todos os jogadores disponíveis do plantel em trabalho de passe e posse de bola. Em sua região do campo, o sul-africano imprimia velocidade para receber a redonda ou dava mais ritmo ao treino quando tinha ela nos pés. Característica que o fez ser contratado pelo Figueirense.

O clube encontrou o sul-africano em fim de contrato com Grêmio, equipe em que atuou como profissional pela primeira vez, depois de dois anos na base. Pelo time gaúcho fez sete partidas, sendo a última em março deste ano. O aval do treinador foi fundamental, conhecedor do futebol dele quando passou pelo São Paulo, anteriormente. O gol e a boa atuação logo na primeira partida pelo Figueira são valiosos também porque Ty mostra que tem potencial para mostrar mais, como esperam os alvinegros. Afinal, ele cruzou a fronteira com a missão de preencher a lacuna deixada por Robinho, negociado junto ao Fluminense.

Ele estará no ataque do Figueirense na noite de hoje próximo a Henan, artilheiro da Série B com os mesmos 11 gols de Jonatas Belusso (que não defende mais o Londrina) e Tiago Marques (Juventude). Porém, o trio de ataque do jogo passado deverá ser reeditado com Luidy. Com dores musculares, Zé Love sequer pôde participar do treino apronto para o confronto que pode fazer o Figueira engrenar. Uma vitória no duelo de catarinenses pode bastar para a equipe enfim deixar a zona de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA

Luiz; Maicon Silva, Nino, Edson Borges e Diego Giaretta; Barreto, Ricardinho, Caique e Alex Maranhão; Silvinho e Lucão. Técnico: Beto Campos.
FIGUEIRENSE
Saulo; Dudu, Marquinhos, Leandro Almeida e João Lucas; Pereira, Patrick e Marco Antônio; Luidy, Henan e Ty Sandows. Técnico: Milton Cruz.
ARBITRAGEM:  Pablo dos Santos Alves, auxiliado por Oberto da Silva Santos e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (trio de PB)
LOCAL: Heriberto Hülse, em Criciúma

Leia todas as notícias do Figueirense
Acesse a tabela da
Série B do Campeonato Brasileiro

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMarquinhos fala da volta de Kozlinski aos titulares do Avaí: "Confiança do grupo ele tem" https://t.co/u033a8eZuzhá 1 diaRetweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioTécnico do Figueirense exalta grupo e diretoria: "Fizemos uma família" https://t.co/TgxY1wi2Tuhá 1 diaRetweet
O Sol Diário
Busca