Diante do Grêmio, Avaí luta para acabar com a seca de vitórias na Ressacada - Esporte - O Sol Diário

Série A29/10/2017 | 07h15Atualizada em 29/10/2017 | 07h15

Diante do Grêmio, Avaí luta para acabar com a seca de vitórias na Ressacada

Neste domingo, Leão completa 63 dias sem conseguir vencer diante do seu torcedor

Diante do Grêmio, Avaí luta para acabar com a seca de vitórias na Ressacada Arte DC/Arte DC
Foto: Arte DC / Arte DC
DC Esportes
DC Esportes

Ampliar a distância para a zona de rebaixamento com as próprias forças, sem depender de resultados. De preferência, com vitórias nos quatro jogos que tem na Ressacada até o fim da Série A  Campeonato Brasileiro. A meta do Avaí pode parecer audaciosa, ainda mais para um time que completa 63 dias sem triunfo em casa neste domingo, mas não é impossível. Às 19h, contra o Grêmio, a equipe precisa quebrar o jejum de quatro partidas seguidas sem vencer diante de seu torcedor para subir na tabela de classificação.

Se fizer o dever de casa, o Avaí se distancia da temida zona de rebaixamento e volta a mostrar a força da Ressacada. O que preocupa é o retrospecto recente no reduto azurra. A última vitória foi no fim de agosto, no 1 a 0 sobre a Chapecoense, gol do atacante Joel. De lá para cá, a equipe do técnico Claudinei Oliveira entrou no gramado que conhece bem outras quatro vezes. Empatou com Atlético-MG e Botafogo, e saiu derrotado para Atlético-GO e Vasco.

Nesse período, o time ainda disputou quatro partidas longe de casa, com duas vitórias, um empate e uma derrota. O triunfo mais recente – e muito comemorado porque tirou o time da degola – foi diante da Ponte Preta, na última rodada.

Time sem novidades

Em time que está ganhando não se mexe. A frase é antiga no futebol, mas que Claudinei atualiza neste domingo. O treinador manda a campo a mesma equipe que venceu a Macaca no domingo passado, com o meia Marquinhos iniciando a partida. O técnico reconhece que o Avaí precisa ter melhor desempenho na Ressacada, mas lembra que há ainda jogos fora de casa (quatro no total) para tentar somar os pontos necessários e escapar do rebaixamento. Porém, ele não pensa em tropeço em casa.

– Precisamos de quatro vitórias e temos quatro jogos em casa. Se vencermos todas em casa, a gente escapa. Empatar em casa e vencer fora, escapa também. Os três pontos valem em qualquer lugar. Mas para nós é mais prazeroso ganhar em casa, diante do torcedor. Já ficamos um mês sem perder, quase um mês sem vencer. A permanência passa pela melhora em casa, mas não podemos passar a responsabilidade ao jogador ao ponto de ficar desesperado de achar que não escapa se não ganhar em casa – ressalta Claudinei Oliveira.

Envolvido com a semifinal da Copa Libertadores, o Grêmio vem a Florianópolis com time reserva. Se vencer o Tricolor, o Avaí recupera a força da Ressacada e de quebra abre vantagem para escapar do rebaixamento.

No encontro entre os dois times no primeiro turno, o Leão surpreendeu o adversário em Porto Alegre, com a vitória por 2 a 0, em jogo que o goleiro Douglas foi bastante exigido.

– Aquele jogo foi marcante para nós, ainda mais para o Douglas. Se pudermos sofrer menos, a gente agradece – disse o treinador avaiano.

FICHA TÉCNICA

Avaí: Douglas; Leandro Silva, Alemão, Betão e João Paulo; Judson, Pedro Castro e Marquinhos; Luanzinho, Junior Dutra e Romulo. Técnico: Claudinei Oliveira.

Grêmio: Paulo Victor; Léo Moura, Rafael Thyere, Bressan e Marcelo Oliveira; Michel (Cristian), Kaio, Arroyo, Beto da Silva e Everton; Jael (Patrick ou Jean Pyerre). Técnico: Renato Gaúcho.

Arbitragem: Dewson Freitas da Silva, auxiliado por Helcio Neves e José Coimbra (trio da PA).
Horário: às 19h de domingo.
Local: Ressacada, em Florianópolis.

Leia outras notícias sobre o Avaí
Acesse a tabela da
Série A do Brasileirão


O Sol Diário
Busca