Figueirense vence o Santa Cruz e sai da zona de rebaixamento - Esporte - O Sol Diário

Série B14/10/2017 | 18h43Atualizada em 14/10/2017 | 18h43

Figueirense vence o Santa Cruz e sai da zona de rebaixamento

Alvinegro chegou à quarta vitória consecutiva no Estádio Orlando Scarpelli

Figueirense vence o Santa Cruz e sai da zona de rebaixamento Cristiano Estrela/Diário Catarinense
Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense

O Figueirense mostrou que o Estádio Orlando Scarpelli é seu maior aliado na luta pela permanência na Série B do Campeonato Brasileiro e venceu o Santa Cruz por 2 a 1, neste sábado, 14. Com a quarta vitória consecutiva em casa, a equipe alvinegra chegou aos 35 pontos e deixou a zona de rebaixamento, ocupando a 15ª posição (pode cair para 16ª, caso o Guarani vença o Náutico no fechamento da rodada). Na terça-feira, 17, o Figueira volta a campo para o duelo diante do Londrina, no Paraná, às 19h15min.

Sem o atacante Henan, vice-artilheiro da competição, o técnico Milton Cruz escalou Zé Eduardo centralizado (nos outros jogos, atuou pelos lados do campo) e a opção surtiu efeito. O camisa 7 anotou o primeiro gol em cobrança de escanteio e deu início à jogada do segundo gol, anotado por Renan Mota. Wellington Cézar descontou para o Santa Cruz.

Antes do primeiro minuto de partida, o Figueirense apresentou o cartão de visitas e a dupla de ataque mostrou que estava afim de jogo. Jorge Henrique recebeu dentro da área, chutou cruzado e Zé Love desviou de letra, mas parou no goleiro Júlio César. Na dúvida, a assistente Leira Nairana assinalou impedimento.

O Santa Cruz até teve a chance de abrir o placar aos 16 minutos, mas Grafite não conseguiu driblar o goleiro Saulo e desperdiçou a melhor oportunidade da equipe pernambucana na primeira etapa. A partir daí, só deu Figueira.

As melhores chances apareciam em jogadas de bola parada, até que aos 28, no terceiro escanteio consecutivo, Marco Antonio levantou e, depois de bate-rebate, Zé Love mandou para o fundo das redes. Cabia mais. Aos 37, Marco Antonio roubou a bola no meio e deu para Zé Eduardo. O atacante encontrou Jorge Henrique, que invadiu a área e cruzou na medida para Renan Mota só completar para o gol.

O segundo tempo começou com amplo domínio do Figueirense. Logo aos cinco minutos Zé Love foi lançado na área, dominou no peito e, de costas para o gol, encobriu Júlio César, mas parou no travessão. A partir daí, os donos da casa pouco ameaçaram a meta adversária e começaram a ceder terreno. Aos 34 minutos, o Santa Cruz mostrou que não estava entregue e, em cobrança de falta da intermediária, Wellington Cézar desviou do goleiro Saulo para marcar o gol pernambucano.

Na sequência, Zé Eduardo teve a chance de ampliar, mas chegou atrasado após cruzamento de Joãozinho, que havia entrado no lugar de Renan Mota. O Santa Cruz ainda tentou ainda aos 41 minutos, em cobrança de falta de Anderson Salles, e aos 49 com Wellington Cézar, mas Saulo fechou o gol e garantiu a vitória que livrou o Figueirense da zona do rebaixamento.

Ficha técnica

Figueirense 2 x 1 Santa Cruz

Figueirense: Saulo, Dudu (Dudu Vieira), Henrique Trevisan, Leandro Almeida e João Lucas; Zé Antônio, Pereira, Marco Antônio (Patrick) e Renan Mota (Joãozinho); Jorge Henrique e Zé Eduardo. Técnico: Milton Cruz.
Santa Cruz: Júlio César, Nininho, Guilherme Mattis, Anderson Salles e Yuri; Wellington Cézar, Derley, João Paulo, Thiago Primão (Natan) e André Luís (Ricardo Bueno); Grafite (Bruno Paulo). Técnico: Marcelo Martelotte.
Gols: Zé Eduardo (F, 28/1ºT), Renan Mota (F, 37/1ºT) e Wellington Cézar (S, 34/2ºT)
Arbitragem: Sávio Pereira Sampaio (DF), auxiliado por Luciano Benevides de Souza (DF) e Leira Nairana Moreira da Cruz (DF).
Cartões amarelos: Jorge Henrique (F), Leandro Almeida (F), Zé Antônio (F), Yuri (S), Wellington Cézar (S), João Paulo (S) e Derley (S).
Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

Leia mais notícias da Grande Florianópolis

O Sol Diário
Busca