Catarinenses estão perto da vaga na elite do surfe mundial - Esporte - O Sol Diário

Divisão de acesso15/11/2017 | 18h23Atualizada em 15/11/2017 | 18h42

Catarinenses estão perto da vaga na elite do surfe mundial

Surfistas disputam as duas últimas etapas do ano, no Havaí, na luta para ficar entre os dez primeiros no ranking do WQS 

Catarinenses estão perto da vaga na elite do surfe mundial DANIEL SMORIGO/WSL
Surfista Willian Cardoso é o quarto colocado no ranking do WQS Foto: DANIEL SMORIGO / WSL
DC Esportes
DC Esportes

O trio catarinense que tem feito bonito no WQS (World Qualifying Series) deste ano está bem perto de confirmar participação na elite mundial do surfe na próxima temporada. Além de Yago Dora, que já está classificado, Willian Cardoso e Tomas Hermes estão bem posicionados no ranking. A vaga pode ser garantida na penúltima etapa do ano, a Haleiwa Beach QS 10.000, que teve início no último domingo na ilha de Oahu, no Havaí, e vai até o dia 24 deste mês. 

Com passaporte carimbado para o WCT (World Surf League) de 2018, Yago entra na água com o desafio de permanecer nas primeiras posições. Atualmente, o surfista, que nasceu no Paraná, mas reside em Florianópolis desde a infância, soma 19.610 pontos e ocupa a 3ª colocação. Uma posição atrás está Willian, que tem 17.740 pontos, e na sequência aparece Tomas, com 17.130.

Trio catarinense surfa no rumo da elite mundial da modalidade

Os dez primeiros colocados no ranking do WQS asseguram vaga na elite mundial. O paulista Jessé Mendes, líder da competição com 25.400 pontos, é junto com Yago um dos classificados por antecipação ao WCT. O quarto brasileiro que ainda tem chances de subir de divisão é Michael Rodrigues, cearense de nascimento, mas que também mora em Florianópolis. Ele está na 10ª colocação, com 15.090 pontos. 

Depois de Haleiwa, o WQS ainda tem a etapa de encerramento, a Sunset Beach, que também vale 10.000 pontos e ocorre no fim do mês no Havaí. 

Leia mais
Inconsistência nas ondas adia etapa do Circuito Mundial de Surfe
Promessa do surfe morre enquanto tentava surfar "a melhor onda de sua vida"
Julian Wilson vence Medina de virada e fatura a etapa de Teahupoo

O Sol Diário
Busca