"Vou conseguir dormir tranquilo", desabafa goleiro do Avaí - Esporte - O Sol Diário

Série A20/11/2017 | 22h32Atualizada em 20/11/2017 | 22h32

"Vou conseguir dormir tranquilo", desabafa goleiro do Avaí

Emocionado, Kozlinski agradece o apoio da torcida azurra e dos coletivas de time

"Vou conseguir dormir tranquilo", desabafa goleiro do Avaí Leo Munhoz/Diário Catarinense
Jogadores festejam com a torcida em jogo que terminou com a vitória do Avaí por 2 a 1 sobre o Palmeiras Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense
DC Esportes
DC Esportes

De volta ao gol do Avaí por causa da suspensão de Douglas, Kozlinski teve uma atuação segura na vitória sobre o Palmeiras por 2 a 1, na noite desta segunda-feira. Logo depois de árbitro apitou o fim da partida na Ressacada, o goleiro não segurou as lágrimas. Estava aliviado da pressão por substituir o titular destaque do time na Série A, depois de meses amargando a reserva. 

— Só queria agradecer todo mundo. Passei momentos muito ruins, até não estou conseguindo falar direito. Tenho que agradecer a torcida que gritou meu nome, o grupo que acreditou em mim. Hoje vou conseguir dormir tranquilo — desabafou Kozlinski, emocionado e ressaltando que o único jeito de sair de campo com moral era com a vitória.

Além de agradecer o apoio da torcida, o goleiro destacou o incentivo dos coletas de time. Lembrou que entrou para substituir Douglas, um dos destaques do Leão no Campeonato Brasileiro. 

— Cinco meses parados sem jogar, e ainda representando Douglas, que vinha fazendo um campeonato excelente. Mas dei minha parcela de contribuição, com a confiança da torcida, a gente vai lutar até o fim do campeonato — disse.

Autor do primeiro gol do Avaí, de pênalti, Marquinhos destacou que a vitória é fundamental para manter o time na luta contra o rebaixamento.  

— Traz novamente a confiança, torcedor compareceu. Ressacada vai estar entupida no próximo jogo. Nosso grupo pode faltar qualidade às vezes, mas falta de vontade não vai faltar. Vamos até o fim, pra que a gente permaneça na Série A, que é o mais importante — frisou o meia.

Marquinhos ainda lembrou que Kozlinski foi execrado pelo erro no jogo contra o Fluminense, ainda no primeiro turno, e que é importante confiar no goleiro. 

— Disse a ele que a agente confia nele, mas ele tem que ir lá e mostrar porque foi o melhor goleiro do Catarinense. A pressão é enorme, muitos choram no vestiário, mas ele (Kozlinski) não conseguiu chegar lá, agora eu vou lá chorar com ele — disse Marquinhos.

Leia mais notícias sobre o Avaí
Confira a tabela da
Série A do Brasileiro

O Sol Diário
Busca