Com futuro incerto no Figueirense, Henan entra na mira do Avaí - Esporte - O Sol Diário
 

É clássico28/12/2017 | 15h44Atualizada em 28/12/2017 | 16h14

Com futuro incerto no Figueirense, Henan entra na mira do Avaí

Aos 30 anos, atacante tem o desejo de permanecer em Florianópolis em 2018

Com futuro incerto no Figueirense, Henan entra na mira do Avaí Luiz Henrique/Figueirense FC
Henan está sem contrato desde o término da Série B, quando marcou 12 gols pelo Figueirense Foto: Luiz Henrique / Figueirense FC

O destino de Henan em 2018, ao que tudo indica, deve ser mesmo o futebol catarinense. A única dúvida gira em torno da cor da camisa que o atacante irá vestir a partir de janeiro: a alvinegra do Figueirense ou a azurra do Avaí.

De acordo com o empresário Nilson Moura, que gerencia a carreira de Henan, o Figueira fez uma proposta de renovação até o final de 2018. O jogador, porém, deseja que o vínculo seja pelo menos pelas próximas duas temporadas.

– Temos uma definição em relação aos valores, mas ainda está indefinido o tempo de contrato. O Henan tem essa vontade de permanecer em Florianópolis, mas com um vínculo maior. Estou esperando uma resposta em relação a isso – disse Moura.

Apesar de esperar uma definição do Figueirense, o empresário de Henan garantiu ter propostas de outros clubes pelo atleta, inclusive com a garantia de dois anos de contrato. Um dos times, aliás, é o Avaí, arquirrival do Figueira.

– O bom desempenho do Henan despertou interesse de vários clubes. O Avaí é um deles. A proposta, em termos salariais, é parecida. O que muda é a essa questão do tempo do contrato. Ainda tive procura de Paysandu, Fortaleza e América-MG, além de um clube de fora do Brasil – completou o empresário.

No Avaí, porém, o assunto é tratado com bastante cautela. O diretor de esportes Joceli dos Santos disse que não pode se manifestar sobre um atleta que está no rival Figueirense.

– O Avaí não pode falar sobre um atleta que ainda não está no clube. Sempre vai existir o interesse em relação a um bom jogador. E o Henan é um bom jogador. Mas, nesta situação, eu acredito que o empresário está valorizando muito o atleta – falou o dirigente do Avaí.

Aos 30 anos, Henan chegou ao Figueirense para a disputa da Série B do Brasileiro. Com 12 gols, o atacante foi artilheiro do time na competição. Ele ficou atrás somente de Bergson, do Paysandu, e Mazinho, do Oeste, na corrida pelo posto de goleador da segunda divisão. 

 Leia mais notícias do esporte no Diário Catarinense 

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMudanças funcionam no Avaí e Geninho desabafa: "O burro tem um pouco de sorte" https://t.co/n88vAcfTuqhá 22 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMazola mantém "sinal ligado" do Criciúma na Série B https://t.co/wiar6m7Gv1há 1 diaRetweet
O Sol Diário
Busca