Copa SP: Objetivo do Tubarão é fortalecer a marca - Esporte - O Sol Diário
 

Foco na base30/12/2017 | 12h01Atualizada em 30/12/2017 | 12h01

Copa SP: Objetivo do Tubarão é fortalecer a marca

O atacante Bruno Guidon é apontado como o principal destaque do Peixe

Copa SP: Objetivo do Tubarão é fortalecer a marca Carolina Machado/CA Tubarão
Bruno Guidon tem o jogo aéreo como principal característica Foto: Carolina Machado / CA Tubarão

O convite para participar da Copa São Paulo de Futebol Júnior veio oficialmente em setembro, mas, desde o início da temporada 2017, o Tubarão se prepara para a competição. Estreante no maior torneio sub-20 do país, o Peixe quer aproveitar a vitrine para reforçar o nome do clube no cenário nacional e, quem sabe, fazer negócios. 

Sob a batuta do técnico Beto Almeida, que comandou o Grêmio na competição do ano passado, o objetivo é fazer boas apresentações e passar na primeira fase. Coordenador técnico do Departamento de Formação, Raffaele Messina acredita na experiência do treinador e no entrosamento do grupo para fazer uma boa estreia.

Beto Almeida chegou em agosto e intensificou a preparação dos atletas, a maioria nascidos em 1999, integrando com algumas peças do 1998. As partidas, disputadas em pleno verão, normalmente são em condições climáticas em que a parte física é bastante exigida, reforça Messina.

– Nosso objetivo é passar na primeira fase, objetivo de campo, mas sabemos que vai ser difícil porque enfrentaremos o Fluminense, que tem um trabalho de qualidade, o Marília time da casa, e sempre tem um apoio da torcida, e o Mogi Mirim, que vem com uma grande bagagem. Nosso objetivo é passar e depois no mata-mata é uma questão de quem estiver melhor naquele momento – analisou o coordenador técnico.

O grupo viaja no dia 1º de janeiro com 20 atletas, e outros cinco inscritos ficam em Tubarão de sobreaviso treinando com o grupo profissional. Em 2017, os juniores do Peixe começaram o ano disputando a Copa Santiago, no Rio Grande do Sul, e chegaram à semifinal. Em março, foi a vez da Copa Santa Catarina sub-20, em que terminou em penúltimo. No segundo semestre, o Tubarão ficou com o sexto lugar no Campeonato Catarinense Júnior, atrás dos cinco grandes do Estado.

– Como clube empresa, queremos é valorizar nossos atletas para ter a oportunidade de serem negociados. A vitrine da Copa São Paulo, para mim, é a melhor competição, é a mais acompanhada na América do Sul, além disso, vamos ter dois jogos transmitidos pela TV a cabo, então agrega ainda mais valor. Todo mundo estará olhando para o Tubarão, pois é um time que nos últimos anos vem evoluindo, tanto na base quanto no profissional – completou Messina.

 O Peixe está no Grupo 8, com sede na cidade de Marília, e tem como rivais Fluminense, Mogi Mirim e os donos da casa, adversários da estreia, no dia 3, às 17h30min. 

Esperança de gols
O atacante Bruno Guidon tem como principal característica o jogo aéreo. Artilheiro do Campeonato Baiano Sub-17 em 2016, pelo Catuense, após marcar 17 gols, ele passou pelo Palmeiras, onde despertou interesse do Tubarão durante a disputa da Copa Santiago, em 2017. 

Liberado pelo clube paulista, Guidon chegou no meio do ano e nos últimos meses tem treinado uma vez na semana com o elenco profissional. Quando é solicitado um jogador da base para a posição, ele é geralmente o escolhido. Isso, aliás, indica que o atleta pode ser aproveitado no time principal após a Copa São Paulo.

Confira outras notícias sobre esportes 

O Sol Diário
Busca