Artilharia pesada e acirrada marca começo do Catarinense - Esporte - O Sol Diário
 

A todo vapor23/01/2018 | 07h10Atualizada em 23/01/2018 | 07h10

Artilharia pesada e acirrada marca começo do Catarinense

Quatro atletas dividem o topo da disputa pelo goleador do Estadual após duas rodadas

Artilharia pesada e acirrada marca começo do Catarinense Luiz Henrique / Figueirense / Divulgação/Figueirense / Divulgação
Estadual tem média de 1,9 gols por partida após duas rodadas Foto: Luiz Henrique / Figueirense / Divulgação / Figueirense / Divulgação
João Lucas Cardoso
João Lucas Cardoso

joao.lucas@somosnsc.com.br

Bola que balança a rede e as esperanças do torcedor. Apenas quatro jogadores fizeram isso mais de uma vez neste Campeonato Catarinense 2018. Passadas duas rodadas, eles despontam como candidatos à artilharia da competição. Cada qual com suas características. Dois deles são atacantes para jogar pelos lados de campo, mas mostraram até agora presença e efetividade na área. Outros dois são centroavantes, e os gols que anotaram apontam que estão calibrados para exercer o ofício.

Guilherme anotou os gols da segunda vitória no Campeonato Catarinense. O jogador de 22 anos joga em parceria com Wellington Paulista. No entanto, sua movimentação no 2 a 1 sobre o Inter de Lages, no último domingo, apresentou um jogador que vai rivalizar dentro da própria equipe pelo posto de goleador. 

O mesmo acontece com Thiago Alagoano. Adaptado ao Joinville, depois de defender o clube no segundo semestre do ano passado, mostrou faro de artilheiro e fez um tento em cada partida até agora. No JEC a expectativa de muitos gols está sobre os ombros de Rafael Grampola. No entanto é o companheiro de ataque que tem feito a redonda chegar ao fundo do barbante.

Dois centroavantes começaram bem e saltaram à frente dos rivais de posição. De capacidade goleadora comprovada nos cinco anos em defesa do JEC (2008 a 2013), com 53 tentos anotados apenas em edições anteriores do Catarinense, Lima arrancou na artilharia neste ano com dois gols da virada no clássico com o Tubarão. O Hercílio Luz dá a ele camisa e a chance de voltar ao futebol profissional. Ele quer retribuir com gols, e tem conseguido.

Já o outro atleta de referência de ataque e entre os quatro artilheiros é André Luís. O jogador do Figueirense mostrou eficiência de camisa 9 no 2 a 1 sobre o Tubarão, com um chute e uma cabeçada dentro da área do Peixe.

Além da briga pelas duas vagas na grande final, em 8 de abril, a disputa pelo posto de artilheiro começou acirrada.

Como foram os gols dos artilheiros:

 Chapecoense, Santa Catarina, Brasil, Arena Condá 21-01-2018. Chapecoense enfrenta o Inter de Lages pelo Catarinense de Futebol 2018.Guilherme atacante da Chapecoense comemora seu segundo gol frente ao Inter de Lages.Foto Má¡rcio Cunha.Indexador: MARCIO CUNHA/AGÿNCIA ESTADOFotógrafo: MARCIO CUNHA/AGÿNCIA ESTADO
Guilherme comemora um dos gols pela Chape contra o Inter de LagesFoto: Márcio Cunha / Especial

Guilherme (Chapecoense)
CHA 2 x 0 INT
- Entrou na área para fuzilar em chute cruzado.
- Correu para encontrar a bola e cabecear para o fundo do gol.

Principal reforço da Chape, ganhou espaço rapidamente com a lesão de joelho de Arthur Caike. Com a titularidade, meta pessoal no novo empréstimo do Grêmio, pode se firmar na equipe principalmente se continuar com o faro de artilheiro apurado. Marcou sete gols no ano passado, mas em 70% deles começou no banco de reservas.

Catarinense 2018, Tubarão x FigueirenseTubarão - SC - ESPORTE - Catarinense 2018 - Lance da partida entre Atlético Tubarão e Figueirense pela segunda rodada do Campeonato Catarinense 2018 no estádio Domingos Gonzales em Tubarão. Foto: Guilherme Hahn/EspecialIndexador: Guilherme Hahn/Especial
André Luís (ao centro) vibra com o gol da vitória do FigueirenseFoto: Guilherme Hahn / Especial

André Luís (Figueirense)
TUB 1 x 2 FIG
- Dominou cruzamento rasteiro na área e bateu no segundo toque.
- Antecipou no primeiro poste para desviar direto para as redes.

Titular na reta final da última Série B do Campeonato Brasileiro, o centroavante dá sinal de que está em melhor forma e mais afinado com as redes. Fez dois gols em seis jogos pelo Figueira no ano passado. E começa bem este ano. Teve boa movimentação no jogo de estreia, mas foi decisivo na partida no Domingos Gonzales, em Tubarão.

Clássico Hercílio Luz x Tubarão - Lima
Lima é abraçado após o segundo gol no clássico de TubarãoFoto: Hercílio Luz FC / Divulgação

Lima (Hercílio Luz)
HL 2 x 1 TUB
- Com frieza, mandou no cantinho o único pênalti marcado no Catarinense até agora.
- Saiu da marcação para ir no segundo pau escorar de cabeça uma cobrança de falta.

Centroavante de muitos gols em passado recente, com a camisa do Joinville, aos 35 anos mostra que ainda está em forme e que pode jogar em alto nível, passado um ano e meio jogando no futebol amador do Norte de Santa Catarina. No Hercílio Luz é referência, seja dentro da área do adversário ou fora de campo com o plantel hercilista.

Thiago Alagoano
Foto: Joinville EC / Divulgação

Thiago Alagoano (Joinville)
JEC 2 x 1 BRU
- Recebeu livre de marcação e bateu com força
AVA 2 x 1 JEC
- Aproveitou o rebote e escorou para o gol vazio.

Se nos 13 jogos do ano passado marcou apenas um gol, o atacante começou calibrado nesta temporada pelo Joinville. Neste início de Catarinense, desbanca o candidato à artilharia — e companheiro de time — Rafael Grampola e demonstra faro apurado. O único jogador a marcar em duas partidas.

 Veja a tabela completa do Catarinense 2018 

O Sol Diário
Busca