De Limatador à Limero: atacante mantém faro de gol apurado no Catarinense 2018 - Esporte - O Sol Diário
 

Estadual20/01/2018 | 12h27Atualizada em 20/01/2018 | 12h27

De Limatador à Limero: atacante mantém faro de gol apurado no Catarinense 2018

Com dois gols na estreia, centroavante Lima comanda o Hercílio Luz na elite do Estadual

De Limatador à Limero: atacante mantém faro de gol apurado no Catarinense 2018 Hercílio Luz FC/Divulgação
Foto: Hercílio Luz FC / Divulgação
João Lucas Cardoso
João Lucas Cardoso

joao.lucas@somosnsc.com.br

Basta a bola aparecer entre Lima e o goleiro para que a missão seja cumprida. Assim foram em duas ocasiões no clássico diante do Tubarão. O camisa 9 não perdoou na cobrança de penalidade máxima ou quando a redonda se apresentou no segundo pau. Balançou a rede duas vezes, saltou na artilharia do Campeonato Catarinense 2018 e mandou o recado dentro de campo.  

— Tenho certeza que tenho gás – garante o jogador de 35 temporadas da vida.

A contratação do Hercílio Luz para o retorno ao Estadual, após 22 anos de ausência na elite, gerou desconfiança. Afinal, Lima passou 2017 no futebol amador. Segundo o próprio centroavante, uma pendência o impedia de atuar profissionalmente, sem querer detalhar o assunto. A descrença se dissolveu com os dois gols da última quarta-feira.

Com estes, chega aos 55 na história do Campeonato Catarinense. Os outros 53 foram anotados ao longo dos cinco anos em que defendeu o Joinville, clube em que é o maior goleador e foi o artilheiro do Estadual de 2011, com 17 redes balançadas. Mesmo com a habilidade de fazer gol confirmada e calibrada, a chuteira de ouro do torneio deste ano não é prioridade. Sua alvo é o coletivo.

— Eu não tenho meta, o objetivo, quando nos reunimos, é manter o clube na primeira divisão — conta Limatador, para a torcida do JEC, e Limeiro, para os hercilistas, na brincadeira com o nome do peruano Paolo Guerrero, aprovada pelo centroavante.

Lenha para queimar

Aos 35 e vindo de um período significativo de fora do profissional, Lima veste a camisa do Hercílio Luz também para mostrar ao mundo do futebol que ainda tem condições de estar nele agora e nos próximos anos. Para o centroavante, o clube tubaronense marca a retomada, os gols e as partidas pela equipe são os cartões de visitas para voltar a jogar competições nacionais.

- Creio que eu ainda tenha mais uns dois anos em nível bom, e possa jogar novamente uma Série B ou Série C do Campeonato Brasileiro. Para parar quando estiver com uns 38, acho que tenho condições. Mas, assim como outros jogadores do clube, nosso pensamento é fazer uma grande competição para no segundo semestre buscar um time novo — revela.

Leia mais notícias sobre o Catarinense 2018

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioBrusque, Inter de Lages e Tubarão conhecem grupos da Série D 2018 https://t.co/Yy7slRxrnjhá 8 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioFigueirense tem reforços de Felipe Amorim e Jorge Henrique contra o Oeste https://t.co/ZfAXyKCC7Yhá 8 horas Retweet
O Sol Diário
Busca