Elenco do Figueirense aponta "sabor amargo" após ficar três vezes em vantagem - Esporte - O Sol Diário
 

Clássico28/01/2018 | 20h07Atualizada em 28/01/2018 | 20h07

Elenco do Figueirense aponta "sabor amargo" após ficar três vezes em vantagem

Alvinegro fica no 3 a 3 diante do Avaí, na Ressacada, pela quarta rodada do Catarinense

Elenco do Figueirense aponta "sabor amargo" após ficar três vezes em vantagem Marco Favero/Diário Catarinense
Figueirense cai para o segundo lugar, mas segue invicto no Catarinense Foto: Marco Favero / Diário Catarinense
DC Esportes
DC Esportes

Indiscutivelmente o clássico entre Avaí e Figueirense, neste domingo, na Ressacada foi empolgante, mas o empate, por 3 a 3, não agradou o elenco alvinegro. E o motivo é claro: o Furacão esteve à frente do placar em três oportunidades, mas não conseguiu segurar a vantagem para levar os três pontos para o Orlando Scarpelli e, assim, manter os 100% de aproveitamento na temporada e a liderança isolada do Campeonato Catarinense 2018

– O importante foi não perder essa partida. Esse foi o o meu primeiro gol pelo Figueirense e fico bastante feliz, mas ficamos com o sabor amargo, de tristeza, pelo gol sofrido no final. Ainda vamos vencer muito. Vacilamos e temos que acertar algumas coisas – disse o zagueiro Nogueira, autor do terceiro gol do Figueirense na Ressacada.

Outro contratado para a atual temporada, o meia Ferrareis foi na mesma linha de discurso do companheiro. Ele, porém, disse que o Figueirense foi melhor em campo.

– A gente sai com o sabor de derrota, pois fomos melhores e superiores que o Avaí durante os 90 minutos, mas não podemos desanimar. Estamos bem no campeonato e temos que seguir assim – falou o volante, que entrou no segundo tempo e fez o segundo gol do Alvinegro na partida.

Um dos principais jogadores do Figueirense, o volante Zé Antônio destacou a grande atuação do time, mas também lamentou o fato de o Furacão não ter segurado o resultado positivo. Ele, aliás, disse que o clássico serve de lição para o restante da temporada.

– Foi um grande jogo. O torcedor que veio aqui viu que buscamos o resultado. Tivemos três vezes na frente e vacilamos, principalmente no terceiro gol. Não pode acontecer. Mas jogamos contra uma grande equipe e contra jogadores de qualidade. Temos que tirar algumas lições para que não volte a acontecer lá na frente – completou o volante.

O Figueirense chegou aos 10 pontos e aparece na segunda colocação do Estadual. O time, agora, deixa de lado o Catarinense e foca na estreia pela Copa do Brasil. Na quarta-feira, às 21h30min, enfrenta o Treze-PB, na Paraíba.

Veja a tabela completa do Estadual
Leia mais notícias sobre o
Catarinense 2018

O Sol Diário
Busca