Kleina enaltece vitória da Chapecoense em "jogo difícil" na Arena - Esporte - O Sol Diário
 

No topo22/01/2018 | 08h03

Kleina enaltece vitória da Chapecoense em "jogo difícil" na Arena

Treinador comemora segundo triunfo e os 100% de aproveitamento no Catarinense 2018

Kleina enaltece vitória da Chapecoense em "jogo difícil" na Arena Sirli Freitas/Chapecoense
Kleina reconhece melhora no segundo tempo com o gramado mais seco na Arena Foto: Sirli Freitas / Chapecoense

O técnico Gilson Kleina elogiou a postura da Chapecoense, principalmente no segundo tempo da vitória, por 2 a 0, sobre o Inter de Lages, na Arena Condá. O treinador enalteceu os três pontos que mantiveram os 100% de aproveitamento do Verdão do Oeste no Campeonato Catarinense 2018 e colocaram a equipe na ponta da tabela de classificação.

– A nossa equipe melhorou acentuadamente e tecnicamente. A equipe cresceu, fez os gols, soube marcar e respeitar o time do Inter. Era um jogo de paciência. A gente teve o controle do jogo, tivemos ações, preenchemos o nosso meio para criar condição de contra-ataque. Conseguimos colocar a bola no chão, a equipe teve condições de sair de trás e poderia até ter ampliado o placar – falou o treinador.

Kleina, porém, admitiu que os primeiros 45 minutos foram "sem criatividade", isso devido às condições ruins do gramado causadas pela chuva forte que caiu na Arena Condá.

– O primeiro tempo foi um jogo de força. Com muito volume de água, nós não conseguimos colocar a bola no chão, fazer um jogo envolvente. A condição técnica prejudicou muito. O jogo ficou sem criatividade, muito pegado, truncado – disse Kleina.

O técnico também avaliou os jogadores, especialmente o lateral Eduardo, que entrou no lugar de Apodi, liberado para acompanhar o nascimento do primeiro filho.

– Eduardo é um jogador experiente, que vai se adaptar a essa estrutura, formatação de jogo. A grande virtude é que ele cresceu no jogo. O segundo gol foi de um "cruzamento com a mão", colocou na cabeça do Guilherme. Esse é o Eduardo que a gente espera – elogiou.

Kleina ressaltou a importância dos reforços que estão chegando à Chape - o zagueiro Nery Bareiro e lateral-esquerdo Vinícius estão no elenco, e o Verdão do Oeste busca mais um volante e um meia - e mostrou preocupação com as lesões: Arthur Caíke, Canteros e Vinícius estão no departamento médico. O desafio, conforme o treinador, é evitar novas lesões. Por isso, o rodízio deve ser aplicado no grupo.

– Sou franco com eles: se manter o desempenho, fica na equipe. Não posso dizer aqui que tem cadeira cativa, senão não tem porque a gente ter uma disputa sadia. A gente está muito bem servido – completou.

A Chape encara o Criciúma, fora de casa, na quarta-feira, às 21h45min, pela terceira rodada.

Veja a tabela completa do Catarinense 2018

Siga O Sol Diário no Twitter

  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioCom fome de vitória, Vitor Miranda espera nocautear no UFC Hamburgo https://t.co/NqPVqkHFSShá 6 horas Retweet
  • osoldiario

    osoldiario

    O Sol DiárioMazola valoriza a "gana" do Criciúma para se recuperar e vencer o Londrina https://t.co/QqBeuFivOyhá 7 horas Retweet
O Sol Diário
Busca