Melhor defesa x melhor ataque: Chape e Joinville duelam na Arena - Esporte - O Sol Diário
 

No Oeste28/01/2018 | 07h55Atualizada em 28/01/2018 | 16h01

Melhor defesa x melhor ataque: Chape e Joinville duelam na Arena

Verdão do Oeste aina não teve zaga vazada, enquanto JEC tem sete gols no Estadual

Melhor defesa x melhor ataque: Chape e Joinville duelam na Arena Arte DC/Arte DC
Foto: Arte DC / Arte DC

A melhor defesa contra o melhor ataque. Vice-líder e invicta de um lado, e o terceiro colocado do outro. O bom momento de Chapecoense e Joinville estará em prova neste domingo. Os times duelam, às 17h, na Arena Condá, em Chapecó, pela quarta rodada do Campeonato Catarinense 2018. Além da tradição das equipes finalistas do Estadual há dois anos, uma meta em comum embala ambas: a busca pelo líder Figueirense, que encara o Avaí pelo clássico da Capital.

Com a defesa ainda intacta após três partidas, a Chape perdeu os 100% de aproveitamento e, ainda, a liderança após o empate, por 0 a 0, diante do Criciúma, no meio de semana. Contra o JEC, o Verdão mira voltar a vencer para pegar embalo antes de quarta-feira, data do jogo de ida contra o Nacional-URU, pela Libertadores. O time soma sete pontos e aparece na segunda colocação, dois pontos atrás do Figueira. 

O JEC é dono do melhor ataque do Catarinense, com sete gols, e tem o artilheiro da competição até o momento: Rafael Grampola, com três tentos. O Tricolor, terceiro colocado com seis pontos, goleou o Inter de Lages, por 4 a 0, na rodada passada. A busca é pela primeira vitória como visitante, pois na única partida fora de casa em 2018 terminou em derrota, por 1 a 0, para o Avaí, na Ressacada.  

Gilson Kleina pode contar com o retorno do volante Moisés Ribeiro e do meia Nadson, poupados do último jogo por desconforto muscular. Nenén e Márcio Araújo, que ainda não estrearam, surgem como outras opções no meio de campo da Chape. O volante Elicarlos teve lesão confirmada e está fora de jogo, bem como os atacantes Arthur Caíke e Vinícius, que seguem em recuperação.

– Espero poder contar com Nadson e Moisés Ribeiro. Ele são jogadores importantes, até porque esse jogo é muito próximo da Libertadores, um jogo difícil, um clássico e vamos pegar um Joinville muito empolgado, que fez uma grande vitória no meio da semana. Que a gente possa reunir de novo o conjunto que iniciou o ano – disse o treinador da Chape.

Em alta no ataque, a preocupação do Joinville é com a defesa e mudanças no setor devem acontecer. Rogério Zimmermann, não confirmou, mas deu indicativos que deve promover a escalação de Bruno Aguiar, regularizado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. A volta do zagueiro Evaldo após suspensão acirra a disputa por uma vaga na zaga. 

– A formação da equipe vai passar pelas conversas com jogadores. Temos uma viagem longa e vai passar pelo retorno que o departamento médico vai nos dar. Gostaria de sempre manter a base, mas vai depender de cada jogador - afirmou o comandante do JEC.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE
Jandrei; Apodi, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Amaral, Moisés Ribeiro, Lucas Mineiro e Nadson; Guilherme e Welington Paulista.
Técnico: Gilson Kleina.

JOINVILLE
Matheus; Dick, Bruno Aguiar (Alisson), Evaldo e Alex Ruan; Michel Schmöller, Eduardo Person, Thiago Alagoano, Murilo Rangel e Madson; Rafael Grampola.
Técnico: Rogério Zimmermann.

ARBITRAGEM: William Machado Steffen, auxiliado por Fabiano Coelho da Silva e Luiz Gustavo Ferreira de Souza.
DATA E HORA: domingo, dia 28, às 17h.
LOCAL: Arena Condá, em Chapecó.

Veja a tabela completa do Catarinense 2018

O Sol Diário
Busca